União Europeia publica novos objetivos para proteger as florestas

BRUXELAS, (Reuters) – A Comissão Europeia publicou na última sexta-feira (16) um esboço de propostas sobre como melhorar a saúde das florestas da Europa e aproveitar sua capacidade de lutar contra as mudanças climáticas, inclusive por meio de metas legalmente vinculantes para restaurar ecossistemas degradados.


Isso aconteceu dias depois que a Comissão revelou um pacote abrangente de políticas climáticas da União Europeia, incluindo metas obrigatórias para os países cultivarem florestas, turfeiras e outros “sumidouros de carbono” naturais que sugam CO2 da atmosfera.

A Comissão disse na sexta-feira que iria propor metas legalmente vinculativas para restaurar ecossistemas florestais danificados na Europa, e desenvolver um sistema exigindo que os países rastreiem dados sobre a saúde de suas florestas, coletados de fontes que incluem monitoramento terrestre.

O objetivo seria ajudar os países a responder às pressões enfrentadas pelas florestas da Europa – incluindo a demanda por combustível de biomassa usado para produzir energia e os impactos das mudanças climáticas, como novos padrões de incêndios florestais ou aumento da probabilidade e disseminação de pragas.

Se bem administradas, as florestas também podem ajudar as regiões a lidar com os impactos das mudanças climáticas, absorvendo o excesso de chuva e resfriando a área circundante durante os períodos de alto calor.

- Advertisement -

Mas os defensores do meio ambiente disseram que os planos não conseguiram lidar com o impacto nas florestas da UE da demanda por energia de biomassa – como pellets de madeira e cavacos.

“Os remédios propostos são muito tímidos para enfrentar o desafio”, disse Kelsey Perlman, ativista da ONG Fern.

A Comissão propôs na semana passada regras de sustentabilidade mais rígidas para usinas de biomassa para tentar garantir que a madeira seja queimada apenas para energia como último recurso. ONGs disseram que a proposta não foi longe o suficiente.

As indústrias de base madeireira sustentam cerca de 3,6 milhões de empregos na UE, e alguns grupos que representam proprietários de florestas e agricultores disseram na sexta-feira que o plano do bloco não ofereceu clareza sobre o apoio econômico ao setor.

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    O surgimento do novo turista: o viajante consciente

    O impacto da pandemia e do trabalho remoto deve transformar o turismo. Mais calmos e conscientes, conheça o novo perfil dos viajantes. Por Cláudio Leon...

    Brasil é o 3º país que mais usa redes sociais no mundo (veja os infográficos!)

    O Brasil é o 3º país que mais usa redes sociais no mundo, com uma média de 3 horas e 42 minutos por dia....

    Roberto Bertino, CEO do grupo Nobile: “A hotelaria vive uma mutação”

    Fundador e presidente do grupo Nobile Hotels & Resorts, Roberto Bertino fala ao DIÁRIO sobre o início da sua jornada na hotelaria, aponta os...

    Embora remota, erupção de vulcão nas Ilhas Canárias, pode causar tsunami no Brasil

    O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma - ilha que compõe o conjunto das Ilhas Canárias espanholas entrou em erupção na tarde deste domingo...

    Feira EBS 2021 confirma edição presencial e abre credenciamento

    Evento abre o calendário oficial do mercado de eventos corporativos com exposição, rodadas de negócio e congresso, nos dias 27 e 28 de outubro,...

    Quer ir para a Irlanda? Escola oferece bolsas de estudo para celebrar a reabertura

    SEDA College está oferecendo descontos de 20% para brasileiros que querem estudar em Dublin, capital da Irlanda EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências Os maus ventos parecem...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing