Visit Tampa revela segredos e destaca atrativos para atrair mais turistas brasileiros

Contar aos brasileiros que Tampa é um destino completo, que reúne uma ampla e variada oferta turística, oferecendo tudo o que os brasileiros mais gostam, mas sem as filas e preços associados a outros destinos mais badalados, é a missão que trouxe Santiago Corrado, Presidente e CEO do Visit Tampa Bay, ao Brasil na semana passada.

Por Amadeu Castanho – editor adjunto do DIÁRIO


Numa maratona que durou praticamente uma semana, o principal executivo do turismo de Tampa se encontrou com as principais operadoras de turismo do Brasil, negociou com empresas aéreas, conversou com agentes de viagens e autoridades, e ainda achou tempo para conceder uma entrevista exclusiva ao DT.

Sempre acompanhado por Leslie Benveniste, que este ano completa 25 anos representando Tampa no mercado brasileiro, o Presidente e CEO da entidade que cuida do turismo do importante destino turístico da Costa Oeste da Flórida preferiu ser menos direto e contundente na sua entrevista, mas a mensagem é clara que ficou é de que já passou da hora para que os mais de um milhão de brasileiros que costumam viajar para a Flórida todo ano conheçam os muitos atrativos de Tampa e a adotem como destino de suas viagens de férias.

Santiago Corrado, CEO do Visit Tampa Bay, e Leslie Benveniste, seu representante no mercado brasileiro
Santiago Conrado, Presidsente e CEO do Visit Tampa Bay e seu representante no Brasil, Leslie Benveniste (crédito: Geovana Fraga)

Afinal, como Santiago Corrado explicou em detalhes, a cidade tem muito mais para oferecer do que só o surrado bate-e-volta ao parque Bush Gardens feito pela maioria desses turistas até agora aproveitando uma estada em Orlando.

Tampa, tudo em um lugar

Ele revela que durante os duros dois anos do período de pandemia, o Brasil, que sempre foi um dos três principais mercados estrangeiros para Tampa, acabou perdendo essa posição como reflexo das restrições à entrada de estrangeiros nos Estados Unidos e a quase absoluta eliminação de voos entre os dois países.

“Estamos ansiosos para que o Brasil volte a ser o terceiro mercado para nós. E isso tudo tem a ver com a exposição de Tampa ao Brasil. Alguns anos atrás, desenvolvemos uma campanha chamada As melhores coisas da Flórida em um só lugar, que resume o que Tampa oferece”, revelou.

“Porque se você quiser procurar uma atração, temos o Busch Gardens, temos um zoológico, temos um aquário, temos um centro de ciências, etc. Se você está procurando um jantar requintado, nós temos. Se gosta de jogar, temos um cassino e pegamos cassinos na Flórida, temos o maior cassino da Flórida, um ótimo porto de cruzeiros e um ótimo aeroporto. Então, realmente, há algo para todos em todas as melhores coisas da Flórida em um só lugar”, continuou.

“Tampa é um destino único na Flórida, reunindo história, diversidade, cultura. Um destino que preserva o seu patrimônio. Lá, você vê prédios antigos que foram transformados em novos restaurantes, em hotéis. Abrimos um novo museu durante a pandemia, o JC Newman Cigar Factory Museum, onde você ainda pode ver charutos sendo enrolados à mão, à moda antiga, pode até enrolar os seus próprios charutos”, complementou.

Pandemia serviu para crescer

O Presidente do Visit Tampa Bay revela que, ao contrário do que se poderia imaginar, o seu destino usou os dois anos de pandemia para se estruturar e crescer: “nós adicionamos mais quartos de hotel durante a pandemia do que em qualquer outro momento de nossa história, foram mais de 3.000 quartos de hotel e eventos. Também abrimos muitos novos restaurantes e novas atrações”.

Ele conta que, nesse período, enquanto no resto do país estavam fechando hotéis, Tampa ganhou diversos. A nova área de Water Street recebeu um hotel de alto padrão JW Marriott e em breve deve ganhar um hotel de luxo, o Edition, A cidade ganhou ainda um hotel no bairro histórico de Ybor City e dois outros hotéis Marriott.

O Presidente do Visit Tampa Bay revela que, ao contrário do que se poderia imaginar, o seu destino usou os dois anos de pandemia para se estruturar e crescer (Crédito: Visit Tampa)
Uma abordagem diferente para crescer na crise

Perguntado sobre o segredo para crescer na crise, Corrado explicou: “fomos muito agressivos durante a pandemia. Saímos do escritório em março de 2020 e já estávamos de volta em julho. Foram só alguns meses trabalhando em casa, e depois voltamos ao escritório. E não paramos mais. Tivemos a ainda estávamos comercializando de uma maneira muito sensível. No início de 2021 tivemos um Super Bowl em Tampa, com o grande Tom Brady como quarterback. E dez dias depois tivemos o evento Wrestlemania. Em 2021, muitos grupos e reuniões voltaram. O resultado é que, segundo a Smith Travel Research, Tampa foi o destino de viagem mais movimentado do EUA, com base na ocupação”.

O turismo doméstico ajudou Tampa a se manter durante a pandemia. “Primeiro com viajantes a lazer de todos os EUA tentando fugir da situação que estavam enfrentando em seu próprio estado e vindo para Tampa. As convenções e reuniões começaram a voltar no ano passado, por volta do meio do ano, algumas presenciais, algumas híbridas, algumas usando tecnologia virtual. Agora esperamos a recuperação das viagens internacionais, que ainda estão demorando um pouco a se recuperar”, explicou Santiago Corrado.

O segredo para a volta ao crescimento

E qual seria o segredo para que Tampa continue crescendo? De acordo com o Presidente do Visit Tampa Bay, “tudo está relacionado ao marketing e marketing realmente funciona. E é por isso que nos tornamos um destino tão forte nos EUA. Parte do tempo que estamos ficando no Brasil é para conversar com você e a mídia especializada, para garantir que o nome Tampa seja divulgado, como um destino importante, não um destino secundário”.

“Dissemos para muitos dos parceiros com os quais conversamos aqui, que se você não está vendendo Tampa como parte da experiência da Flórida, você está prestando um desserviço à sua própria empresa. Porque você precisa manter seu produto atualizado. E se você está procurando novidades na Flórida e não vendeu Tampa no passado, também está cometendo um erro”, revelou.

Falando sobre a intensidade do trabalho para atrair os turistas brasileiros, o executivo foi taxativo: “na verdade, não é que Tampa precisa desses turistas brasileiros, é que nós queremos esses turistas. Tem uma diferença entre só atender e querer. E nós queremos os brasileiros. O Brasil é muito importante para nós. E isso não é de hoje. Temos esse relacionamento com o mercado brasileiro há muito tempo. O Leslie Benveniste é nosso representante aqui há 25 anos. E por acreditarmos que o Brasil é um dos principais mercados para nós que investir em marketing para conquistar este mercado é fundamental”.

“O Brasil é muito importante para nós. E isso não é de hoje. Temos esse relacionamento com o mercado brasileiro há muito tempo” (Visit Tampa)
Ligação aérea direta é meta a ser atingida

“Um dos problemas que temos no Brasil, em termos de marketing, é que ainda não temos um voo direto de nenhuma cidade do Brasil para Tampa. Estamos a só uma conexão de distância pelas principais companhias aéreas, mas ainda não temos um voo direto. Estamos conversando com as companhias aéreas, e temos certeza de que conseguiremos um voo direto para Tampa muito, muito em breve”, revelou Santiago Corrado, que preferiu não contar ao DT se essa empresa seria a Gol ou uma das suas concorrentes, mas deixou claro que investir para que os voos se tornem realidade faz parte da estratégia adotada.

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial