Abear: empresas aéreas perdem R$ 50 milhões/dia com greve dos caminhoneiros

Agências com Edição do DIÁRIO

As companhias aéreas calculam que a greve dos caminhoneiros esteja impondo um prejuízo diário de mais de R$ 50 milhões ao setor no Brasil. A estimativa, divulgada pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), considera cancelamentos, pousos para reabastecimento, o não comparecimento de passageiros e o atendimento a consumidores que deixarem de embarcar.

De acordo com levantamento da entidade, mais de 270 voos foram cancelados desde o início da paralisação nas estradas do país. Segundo a Abear, enquanto a situação de desabastecimento de combustíveis permanecer, os passageiros podem solicitar a mudança de data e horário de seus voos sem o pagamento de taxas.

Cancelamentos

“Apesar de a maior parte da malha aérea permanecer em operação, os cancelamentos e mudanças de horários deverão continuar a acontecer, sem previsão de normalização, por causa da não reposição ou total ausência de combustível em aeroportos menores espalhados pelo país”, informou a associação, em comunicado.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial