Alitalia prestes a ser vendida para a alemã Lufthansa

A companhia aérea italiana Alitalia está se preparando para a venda de seus ativos – primeiro para o Estado e depois, possivelmente, para a conhecida empresa de aviação alemã, Lufthansa.

Agências Internacionais com EDIÇÃO DO DIÁRIO


A Lufthansa volta à pista com interesse na compra da Alitalia, que colocaria aviões, propriedades e marcas em sua companhia aérea regional subsidiária Cityliner. O Ministério da Economia, dessa forma, veria seu crédito reembolsado. Por último, a operadora alemã poderia focar em outros parceiros. Este poderia ser o plano alternativo na mesa do governo do primeiro-ministro Draghi da Itália, afirmam o La Repubblica e o La Stampa .

Estão sendo avaliadas soluções para dar continuidade ao projeto, minimizando os incômodos para os colaboradores (leia-se funcionários) e, acima de tudo, tentando, por um lado, agradar a Europa que pede descontinuidade entre antigas e novas empresas e, por outro, tentar colocar a nova empresa num cofre e caminho duradouro.

PLANO TEM TRÊS FASES DISTINTAS

O plano inclui três fases. A primeira vê como protagonista o comissário Giuseppe Leogrande, que poderia ceder a outra empresa e depois ao Ministério da Economia e Finanças (MEF), todos os ativos da antiga Alitalia, de aviões a edifícios, à marca, passando por pontos e rotas Millemiglia , bem como uma parte significativa do pessoal. Está prevista a venda de todos esses ativos para a Cityliner. Parte da frota de aeronaves; cerca de 5.500 trabalhadores; e todas as atividades de voo, manutenção e manuseio seriam incluídas.

Na segunda fase, o Cityliner seria vendido ao MEF. Uma vez que estes bens e pessoal tenham sido entregues ao MEf, o Ministério da Economia poderia, por sua vez, confiar à Cityliner a tarefa de reiniciar em muito pouco tempo, uma vez que a licença já está operacional. Esta seria uma opção diferente da alternativa de criar ou utilizar uma empresa ad hoc, por exemplo, ITA – Italy Air Transport (Italia Trasporto Aereo). Essa nova empresa recém-nascida deveria ter incorporado a Alitalia em seus planos do governo Conte.

A terceira e última etapa é preparatória para a entrada da Lufthansa na capital Cityliner nas formas e percentuais a serem redigidos. Os empréstimos seriam então devolvidos ao estado por meio do Cityliner, atendendo assim às demandas da Europa, enquanto a maioria dos funcionários estaria segura. Por enquanto, a Lufthansa ainda está interessada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    Mais recentes

    Thomas Dubaere, CEO da Accor Hotels na América do Sul: “Vemos uma luz no fim do túnel”

    Accor divulga balanço do primeiro ano de pandemia e revela as projeções para o futuro da hospitalidade na América do Sul   POR ZAQUEU RODRIGUES especial...

    Endurecimento da quarentena: quais as alternativas de empregadores e empregados?

    O aumento expressivo de casos de Covid-19 nos últimos dias está resultando novas medidas drásticas de endurecimento da quarentena, mas a vida de empregadores...

    Companhias aéreas queimam reservas e recuperação só deve ocorrer em 2022, segundo IATA

    Segundo a mais recente análise divulgada pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA - International Air Transport Association), as companhias aéreas devem continuar com...

    Fenavinho lança documentário sobre produção do ‘Vinho da Corte’ (Assista!)

    O processo que leva à elaboração de vinhos de qualidade superior passa por uma série de etapas - por vezes, desconhecidas do público. Para...

    Roberto Silva, CEO da SanchatTour: “A Copa Airlines está salvando todo o Caribe”

    Roberto Silva tem praticado a resiliência. Seja na maneira que tem reorganizado sua operadora de turismo no centro de São Paulo, cortando gastos, investindo...

    Segundo motor do Boeing 777 explode. Veja lista de companhias aéreas que utilizam o modelo

    Dois incidentes de motor na United Airlines, ambos no B777, ambos em voos para o Havaí, nenhum acidente, mas... EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências internacionais Os...

    Relacionadas

    Open chat