Em 1982 fiz a minha primeira viagem para a Itália

Em 1982 fiz a minha primeira viagem para a Itália para participar da Convenção Anual da AEB SPA, empresa de produtos enológicos, na época atuando apenas no país europeu.

Por Werner Schumacher*


Espumante Mosnel

A empresa – cuja filial ajudei a constituir aqui no Brasil, e a partir desta se transformou numa multinacional -, está localizada em Bréscia, na Lombardia e muito próxima à região de Franciacorta, que produz um dos melhores espumantes pelo método tradicional do mundo. Na ocasião, tive a oportunidade de visitar a e a Berlucchi.

Espumante pelo Método Charmat em autoclaves horizontais.

Anos mais tarde, em 1997, junto com o Carlos Menegotto e o Lucindo Copat, com auxilio do Klaus Hobücher, visitamos a Henkell, um grande produtor de espumantes alemão, que naquele tempo produzia 200 milhões de litros por ano.

A Henkell é hoje o maior produtor de espumantes do mundo, comprou a espanhola Freixenet

O que chamou a nossa atenção foram as enormes autoclaves, todas horizontais e varias baterias de 4, uma sobre a outra, cuja altura era similar a um edifício de 4 andares.

O enólogo que nos recebeu disse que o espumante era melhor do que aqueles em autoclaves verticais, pela superfície de contato bem maior e com isso o tempo de contato com as borras (Sur lie) era muito mais efetivo. Para o enólogo, a qualidade ficava muito próxima aquela de um espumante produzido pelo método tradicional.

Henkell é hoje o maior produtor de espumantes do mundo (Crédito: Henkell.com)

Comendo como na Idade Média.

À noite, dormimos em uma pequena vila alemã chamada Guldental, por gentileza da empresa Begerow, fabricante de sistemas de filtração e fomos jantar num restaurante especializado em comida da idade média, considerado um dos melhores da Alemanha, o prato era preparado sobre uma pedra aquecida e assim levado para a mesa, muito bom mesmo, como era época de vindima, provamos inclusive vinho doce, aquele ainda em fermentação.

O que os alemães fazem quando de uma vindima extraordinária?

A vindima de 1997 foi muito boa, de excelente qualidade e os produtores decidiram não aumentar a quantidade ofertada dos melhores vinhos, para não provocar a queda de preços pela maior oferta, segundo eles difícil de recuperar, então melhoraram a qualidade das categorias de vinhos inferiores.

A Rainha da Uva e do Vinho DE 1995 que adora comer rabanetes!

Há pouco descobri que o atual Ministro da Agricultura e Alimentação da Alemanha, é Julia Klöckner (Crédito: divulgação)

Há pouco descobri que o atual Ministro da Agricultura e Alimentação da Alemanha, é Julia Klöckner, que nasceu em Guldental, uma vilazinha que tem aproximadamente 2.500 habitantes. Ela é filha de enólogo e foi uma das mais festejadas Rainha da Uva e Vinho. Gosta muito de comer saladas e não pode faltar rabanete, que há pouco foi considerado excelente para harmonizar com espumantes.

Voltando a produção de espumantes em Autoclaves Horizontais

Há pouco encontrei um artigo de Becca, do site www.academicwino.com, por sinal muito bom, que visitou a Mosnel em 2017, justo aquela que visitei em 1982, sendo muito cru ainda sobre a produção de vinhos, não percebi tais autoclaves, ou talvez não existissem ainda, afinal, estamos falando de quase 40 anos atrás.

As autoclaves verticais da Mosnel são de 3.000 a 15.000 litros e aquelas horizontais variam de 4.400 a 5.700 litros.

Após a fermentação, quando se pode constatar a grande diferença, os espumantes da Mosnel permanecem 6 a 7 meses para envelhecer com as borras. O grau de complexidade e estrutura é muito maior naqueles envelhecidos horizontalmente.

O vinho base destinado às autoclaves horizontais é elaborado a partir do mosto de primeira prensagem, de qualidade superior, que será destinado para o Franciacorta Vintage e o em autoclaves verticais para o Franciacorta Não vintage.

O melhor resultado é obtido por uma questão de física!

O tempo de contato do espumante com as borras é mais vantajoso nos tanques horizontais é uma simples propriedade da física, ou seja, a relação área-superfície-volume. Esta é a razão pela qual os espumantes produzidos pelo método tradicional, o da elaboração na garrafa, a área de contato é maior.

O tempo de contato do espumante com as borras é mais vantajoso nos tanques horizontais (Imagem ilustrativa)

Voltando a Franciacorta neste século

Por gentileza da empresa Vason e em companhia de Gilberto Pedrucci e respectivas esposas, visitamos a Bellavista, uma empresa que produz também ótimos espumantes. Fizemos a visita junto com um grupo da ONAV, uma associação italiana de degustadores de vinhos apenas e o Professor que guiava o grupo acabou nos dando uma aula sobre a taça de espumante e nos explicou o que é o espumante Satèn, exclusividade de Franciacorta.

Franciacorta Satèn é um espumante DOCG, cuja produção é permitida na provincia de Brescia. O termo Satèn é uma marca registrada do Consorzio Franciacorta. Esse se diferencia de todos os outros Franciacorta pela menor pressão na garrafa (máximo 5 atmosfere). O Satèn tem características únicas e inconfundíveis, sápido e agradável e frescor, que se harmonizam com uma inata suavidade que recorda a sensação delicada da seda.

Mas a autoclave horizontal deve custar mais cara e ocupa mais espaço!

Realmente é mais cara a autoclave horizontal que a vertical, mas a maior área superficial de contato com as leveduras justifica o investimento e a questão do espaço é falsa, pois se pode empilhar uma cobre a outra.

Como vimos, dentro de um único produtor há uma variedade de produtos que para os amantes e consumidores de vinho é sensacional

No site de uma empresa da República Tcheca encontrei oferta de autoclaves para a produção de espumantes pelo método Charmat. Peguei como exemplo aquelas com capacidade para 5 mil litros, a vertical custa € 15.179,00 e a horizontal € 18.352,00, isto é, 21% mais cara, respectivamente: x 6,47 = R$ 98.208,13 e R$ 118.737,44.

Enfim, inúmeros são os métodos em vitivinicultura que permitem a elaboração de vinhos de maior qualidade!

Como vimos, dentro de um único produtor há uma variedade de produtos que para os amantes e consumidores de vinho é sensacional, pois mais uma razão para se provocar continuamente a experiência de produtos diferentes e assim educar e desenvolver o paladar para se poder apreciar tudo o que o mundo do vinho global tem a oferecer.

Tim-Tim!


Por Werner Schumacher na Santa Lucia do Vale dos Vinhedos aos 26 dias de setembro de 2020, Primavera


*Werner Schumacher estudou Economia na PUC/RS e é um dos responsáveis pela profissionalização da vitivinicultura no Brasil.


 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais recentes

    Mais de 1 milhão de pessoas viajarão pelo país durante feriado de Finados

    O final de semana prolongado, em decorrência do Dia de Finados, na próxima segunda-feira (02 de novembro), deve movimentar mais de um milhão de...

    Canela (RS) ganha um Novotel em 2023

    A Accor acaba de anunciar que assinou mais um contrato, desta vez, com a CommandInvest - Incorporadora e Construtora, para a abertura de uma...

    Líderes hoteleiros debatem futuro do segmento e processo incerto da retomada

    Os dois dias da Edição Especial do Conotel que aconteceu de maneira híbrida, direto dos estúdios da Hoffmann, em São Paulo, reuniram cerca de...

    Turistas são presos em Noronha por falsificarem exames da Covid-19

    Na noite de quinta-feira (29), quatro turistas de Araguaína, no Tocantins, foram presos pela Polícia Civil em Fernando de Noronha por falsificarem exames da...

    Justiça Federal concede liminar que proíbe interrupção de viagens da Buser em SP e Rio

    A juíza Rosana Ferri, da 2ª Vara Cível Federal de São Paulo, acatou nesta quarta-feira (28) mandado de segurança protocolado pela empresa de fretamento...

    Aeroporto de Berlin-Brandenburg será inaugurado neste sábado (31)

    O aeroporto Berlin Brandenburg “Willy Brandt“ (IATA-Code BER) será inaugurado neste sábado (31). Como o hub de aviação mais moderno da Europa, o aeroporto...

    Relacionadas

    Open chat