Gol compensa pegada de carbono nos 352 anos de Manaus

Companhia aérea compensará emissão de carbono em quatro voos com destino à Manaus neste domingo (24)

Edição DIÁRIO com agências

Em comemoração ao aniversário de 352 anos de Manaus, neste domingo (24), a GOL Linhas Aéreas e a climatech MOSS doarão a todos os passageiros e tripulação a compensação da pegada carbônica de 4 voos com destino à capital amazonense.

A GOL neutralizará as emissões de carbono nos 4 trechos – um presente para Manaus, para a Floresta Amazônica (onde estão concentrados os projetos de preservação florestal apoiados pela MOSS) e para o planeta, com direito a um certificado em papel semente, que pode ser plantado, aos presentes nos voos.

Esta ação pontual da GOL e MOSS acontece no próprio domingo, 24/10: são dois voos que partem de Brasília (BSB) – G3 1892, às 9h30, e G3 1740, às 21h10; um voo a partir de São Paulo/Guarulhos (GRU) – G3 1650, às 22h45; e outro que decola em Fortaleza (FOR) – G3 1919, às 23h45, todos em direção a Manaus (MAO).

Os 4 voos serão realizados pela GOL com o Boeing 737 MAX 8, que opera com menor nível de ruído dos motores e é reconhecida pelo consumo 15% mais baixo de combustível – atributo que garante a redução da emissão de poluentes também de 15%, em concordância com as boas práticas de sustentabilidade defendidas pela Companhia, comprometida com a emissão líquida zero de carbono até 2050.

- Advertisement -

Desde o dia 5 de junho de 2021, os passageiros da GOL podem voluntariamente compensar a emissão de carbono de seus voos (Imagem: divulgação)

Desde o dia 5 de junho de 2021, os passageiros da GOL podem voluntariamente compensar a emissão de carbono de seus voos, uma possibilidade inédita na América Latina, estabelecida pela Companhia com a colaboração da MOSS.

À campanha e à iniciativa deu-se o nome de #MeuVooCompensa. A compensação em voos nacionais e internacionais é realizada por meio do MCO2, primeiro token verde totalmente global lastreado em blockchain, criado pela MOSS para neutralizar a emissão de CO2 a partir do apoio a projetos ambientais certificados com atuação na Amazônia.

Ao promoverem a compensação da emissão dos gases de efeito estufa dos 4 voos a Manaus neste domingo, as empresas acendem a discussão sobre a responsabilidade.

No último mês de setembro, a GOL e a MOSS instituíram Recife-Fernando de Noronha-Recife como a primeira rota 100% carbono neutro do Brasil.

Diferentemente da ação realizada no aniversário de Manaus, que é pontual, todos os voos com destino a Noronha, partindo do Recife, têm sua emissão de carbono compensada.

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redaçãohttps://diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Flávia Alessandra e Otaviano Costa vão representar Hotéis Hard Rock no Brasil

    A rede de hotéis Hard Rock, desenvolvida no Brasil pela incorporadora VCI SA, terá Flávia Alessandra e Otaviano Costa como embaixadores e membros consultivos...

    Petrópolis (RJ) realiza 21º Festival Petrópolis Gourmet

    Em formato presencial, de 3 a 19 de dezembro acontecerá a 21ª edição do festival gastronômico Petrópolis Gourmet Edição DIÁRIO com agências A previsão é a...

    Turismo da Cidade do Cabo despenca com a nova variante do coronavírus Omicron

    CIDADE DO CABO, 30 DE NOVEMBRO (Reuters) - A chegada do transatlântico Europa na Cidade do Cabo nesta terça-feira (30) deveria ser uma celebração...

    Governo paulista cria Distrito Turístico Serra Azul para ser a ‘Orlando brasileira’

    "O distrito turístico tem uma capacidade impulsionadora para investimentos privados, empregos e oportunidades em toda a região”, afirmou Doria Edição DIÁRIO com agências O Governador de...

    “O setor não suporta mais a recessão que vem enfrentando”, afirma Manoel Linhares

    Em artigo, presidente da ABIH Nacional fala sobre novas restrições e diz que dificultar as viagens internacionais parece não ser a solução Por Manoel Linhares O...

    Siderley Santos, CEO do grupo Arbaitman: “Nunca vendemos tanto o destino Brasil”

    A chegada do fim do ano combinada com os avanços da vacinação e a abertura das fronteiras de destinos internacionais têm dado novo ânimo...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing