Passageiros avaliam aeroportos brasileiros após o pior da crise

Essa é a primeira pesquisa de satisfação dos viajantes em relação à estrutura aeroportuária realizada após a fase mais crítica da pandemia no país.

Edição DIÁRIO com agências

Uma recente pesquisa, promovida entre agosto e setembro pela Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC), do Ministério da Infraestrutura (MInfra), avaliou o índice de satisfação dos passageiros em relação aos serviços, ao atendimento e à infraestrutura dos aeroportos do Brasil.

De acordo com a pesquisa, os aeroportos de Confins (MG), Curitiba (PR) e Florianópolis (SC) foram os líderes em suas categorias, respectivamente: acima de 10 milhões de passageiros; entre 5 e 10 milhões de passageiros; e com até 5 milhões de passageiros.

Completam o “pódio” de cada uma das três categorias os aeroportos do Galeão (RJ) e Congonhas (SP); de Fortaleza (CE) e Porto Alegre (RS); e de Vitória (ES) e Maceió (AL).

Para 92% dos 12.978 passageiros entrevistados, os 20 principais aeroportos do país são bons ou muito bons.

Juntos os 20 terminais aéreos analisados concentram 87% do total de passageiros da aviação regular transportados no país. Todos receberam pontuação acima de 4 (bom), sendo que a média foi de 4,46 quanto à satisfação geral dos usuários. A escala de avaliação vai de 1 (muito ruim) a 5 (muito bom).

Os entrevistados avaliaram ainda 17 itens de infraestrutura, atendimento e serviços, além do desempenho de diferentes processos do aeroporto, como check-in, inspeção de segurança e restituição de bagagens. A boa notícia é que 16 desses quesitos obtiveram média superior a 4, meta estabelecida pela Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero).

As melhores avaliações foram para os itens: processo de inspeção de segurança, com média geral de 4,65 e índice de aprovação de 94,4%; e limpeza geral, com média de 4,60 e aprovada por 94,6% dos passageiros.

Em relação aos aeroportos de operação internacional, em razão da Covid-19, apenas cinco aeroportos com voos para fora do país tiveram seus serviços e estruturas avaliados: Brasília (DF), Campinas (SP), Confins, Galeão e Guarulhos (SP).

Todos registraram 100% de validação quanto aos principais procedimentos internacionais: tempo de espera em fila igual ou inferior a 15 minutos na inspeção de segurança em embarque internacional, e igual ou inferior a 30 minutos no check-in internacional.

Segundo o secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, “a iniciativa contribui para o desenvolvimento da gestão aeroportuária e o aumento da capacidade e eficiência da infraestrutura dos aeroportos do país. É, portanto, importante referencial para administração dos aeroportos pesquisados”.

PC

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial