Airbnb sobre o acordo com ABIH-SP: “estamos abertos ao diálogo com outras entidades”

No último dia 6 de outubro a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado de São Paulo (ABIHSP) anunciou o acordo com o Airbnb, por meio de uma parceria até então inédita, que segundo os itens do acordo, pretende impulsionar o turismo paulista.

REDAÇÃO DO DIÁRIO (por Paulo Atzingen)


A repercussão foi imediata no mercado do turismo, em especial o hoteleiro. Isto porque a plataforma de aluguel compartilhado até então era considerada uma pedra no sapato da hotelaria doméstica, em especial a mais conservadora. O DIÁRIO ouviu o presidente da ABIH-SP, o hoteleiro Ricardo Roman (leia matéria) e ouviu também o presidente da ABIH Nacional, o hoteleiro Manoel Linhares, que se posicionou contra o acordo. (leia matéria)

Nesta terça-feira (13) o DIÁRIO obteve um posicionamento do Airbnb a respeito do acordo.

Por meio de um posicionamento corporativo bastante sucinto, trata-se de um memorando de entendimentos (MOU) e o acordo será regido por cinco pilares: comercial, inteligência de mercado, qualificação para sustentabilidade, promoção turística e melhores práticas.

“O objetivo é fomentar negócios entre as partes. Inclui inteligência de mercado, intercâmbio regular de informações estatísticas sobre o fluxo turístico para o Estado de São Paulo, como forma de auxílio à formulação de estratégias para o aumento do volume de negócios”, diz a nota.

Está aberta ao diálogo 

Questionado pelo DT se esse acordo pode se estender a outras associações e entidades a empresa disse que sim. A empresa de aluguel compartilhado “está aberta ao diálogo com todas as entidades que tiverem projetos que contribuam para a recuperação do turismo e que estejam alinhados com os pilares de atuação da empresa”.

Ainda de acordo com a nota,  o MOU inclui o desenvolvimento de um programa educativo para ampliar o conhecimento e as práticas do turismo responsável. “A promoção turística, por meios digitais, proporcionará aumento do fluxo de turistas aos destinos paulistas. E com a adoção das melhores práticas, serão alavancados os resultados que a economia digital propicia”, diz o Airbnb.

Este memorando de entendimento terá, segundo o Airbnb, vigência de dois anos, com possibilidade de prorrogação mediante interesse de ambas as partes.

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT