Argentina flexibiliza regras para turistas brasileiros

País já ultrapassou 55% da população com imunização completa, e 72% com pelo menos uma dose

Edição DIÁRIO com agências

O governo da Argentina anunciou que as exigências sanitárias para a entrada de turistas brasileiros no país serão flexibilizadas a partir do dia 1º de novembro de 2021.

Os turistas com vacinação completa precisam apresentar apenas um exame de PCR negativo realizado com até 72h antes do embarque.

A necessidade de repetir o exame entre 5 e 7 dias depois da chegada ao país será eliminada de agora em diante.

Outra exigência liberada foi a quarentena para os viajante menores de 18 anos que anda não foram vacinados.

A atenuação nas medidas permitirá que famílias viajem com seus filhos menores e circulem pelo país sem restrições.

Antes eles precisavam passar por um período de isolamento, depois da chegada. Agora, além da possibilidade de entrada imediata, eles poderão ser vacinados no país.

A ministra da Saúde da Argentina, Carla Vizzotti, anunciou que seu país pretende avançar com a oferta de vacinas contra a covid-19 aos turistas que chegam ao país.

A Argentina já ultrapassou 55% da população com imunização completa, e 72% com pelo menos uma dose.

O país utiliza as vacinas da Astra Zeneca, Convidecia, Covishield, Moderna, Pfizer, Sinopharm e Sputnik V. Os visitantes poderão tomar as vacinas em alguns postos de fronteira, que ainda serão definidos pelas autoridades sanitárias do país.

A reabertura será feita através dos corredores seguros aprovados pela autoridade sanitária nacional Argentina. Para quem vai do Brasil, são eles:

Misiones: Ponte Tancredo Neves, Aeroporto Internacional Cataratas del Iguazú (Puerto Iguazú), e fronteira entre as cidades de Bernardo de Irigoyen, na Argentina, e Dionisio Cerqueira (SC).

Mendoza: Aeroporto Internacional Governador Francisco Gabrielli “El Plumerillo” (Cidade de Mendoza).

Buenos Aires: Aeroportos Internacionais de Ezeiza, Aeroparque e San Fernando, e terminais portuários de Buquebus e Colonia Express (via Uruguai).

Terra do Fogo: Aeroporto Internacional Malvinas Argentinas de Ushuaia, e Porto de Ushuaia.

Córdoba: Aeroporto Internacional Ingeniero Aeronáutico Ambrosio Taravella (Cidade de Córdoba).

Entre Ríos: Ponte Internacional Represa Hidrelétrica de Salto Grande (entre Argentina e Uruguai)

Tucumán: Aeroporto Internacional Teniente Benjamín Matienzo (San Miguel de Tucumán).

A reabertura das fronteiras da Argentina para o turismo trouxe de volta diversas opções de vôos para o brasileiro que deseja visitar o país vizinho. A partir de novembro, estão disponíveis as seguintes alternativas, saindo do Brasil:

Aerolíneas Argentinas:

São Paulo-Buenos Aires – vôos diários (14 saídas semanais)

Río de Janeiro-Buenos Aires (3 saídas semanais em novembro e 4 em dezembro)

LATAM

São Paulo-Buenos Aires (10 saídas semanais em novembro e 11 em dezembro)

São Paulo-Mendoza (3 saídas semanais)

Flybondi

São Paulo-Buenos Aires (2 saídas semanais a partir de dezembro)

Florianópolis-Buenos Aires (3 saídas semanais a partir de dezembro)

GOL

São Paulo-Buenos Aires (vôos diários a partir de 19 de dezembro)

Rio de Janeiro-Buenos Aires (diários a partir de 19 de dezembro)

Florianópolis-Buenos Aires (2 saídas semanais a partir de 19 de dezembro)

Air Canada

Toronto-São Paulo-Buenos Aires (5 saídas semanais a partir de dezembro)

Turkish Airlines

Istambul-São Paulo-Buenos Aires (3 saídas semanais)

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT