Marabá e sua orla com borda infinita

É difícil não retornar a Marabá e não correr para as margens do Rio Tocantins para ver o pôr do sol. É aqui, encravada no sul do Estado do Pará, que a engenharia humana e a natureza se entenderam de forma tão harmoniosa que o concreto armado da orla se casa com o abstrato amado de um fim de dia.

por Paulo Atzingen*


Fui apresentado ao Tocantins na mesma época que uma pororoca de palavras me entrou pelos ouvidos: buriti, cajá, andiroba, murici, terecô, terçado, boroca, mucumbu, e tantas outras que me ajudaram a conhecer um Brasil mais rústico, mais original e nem um pouco sofisticado. Mas o que me tatuou o cérebro com tinta de urucum foi esta vista do rio.

Voltar a Marabá é reorganizar um horizonte impermanente, que muda a cada dia, seja na posição das nuvens, no rodamoinho das águas, na formação do areal da praia, na intensidade do vento que bate eu meu rosto, mas, e principalmente voltar a Marabá é dar de cara com essa orla de borda infinita.

Nesta orla, que obedece as curvas impostas pelo império do tempo, os barrancos foram transformados em plataformas de avistamento, o abandono foi socorrido por um abraço da engenharia, e no  lugar do capim cresceu um projeto que se prostrou de joelhos diante da mãe natureza, sem querer ultrajá-la, apenas respeitá-la e contemplá-la.

E na forquilha dos rios, quando acontece o conflito das águas barrentas contra as águas minerais, o conflito das águas escuras com as águas cristais, o conhecimento humano se pôs ao trabalho unindo hoje, o que a natureza fez lá atrás.

Nesta orla, que já foi cais para o embarque da borracha e da castanha, que já foi porto de chegada e partida para os garimpos de diamante e do ouro, hoje se ergue para o extrativismo do que há de melhor no ser humano. É dessa orla, que se extrai a alegria de poder ver as cores espraiadas até se perder de vista. É dessa orla que se extrai a euforia de receber o vento no rosto. É dessa orla que eu extraio do fundo da minha floresta mais intacta, do fundo da minha mina mais reservada, o êxtase de me sentir completamente vivo.

- Advertisement -

*Paulo Atzingen é jornalista e viajou com seguro Global Travei Assistance

Compartilhe com um amigo:

2 COMENTÁRIOS

  1. isso e verdade maraba e muito lindo.o por do sol sou de Goiânia e estou aqui em Marabá trabalhando num projeto lindíssimo que.se chama MOSTRA KZULO MARABA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
PAULO ATZINGEN é jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará. Produziu reportagens na Amazônia sobre sustentabilidade, conflitos agrários e étnicos. Lançou em 1998 sua primeira revista, a PAYSAGE – dirigindo-a e publicando-a por três anos. Em Belém, foi repórter do jornal O Liberal, O Paraense e articulista do jornal A Província do Pará e Diário do Pará. É premiado contista, com três livros de ficção em prosa publicados via editais. Trabalhou como redator no jornal de turismo Brasilturis e fundou em 2005 o DIÁRIO DO TURISMO, o primeiro jornal On-line Diário de Turismo do Brasil. Atualmente desenvolve projetos de conteúdo editoriais e digitais para empresas privadas de hotelaria, aviação, companhias marítimas, destinos turísticos e biografias.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Pesquisa de Percepção do Turismo de São Paulserá feita em 395 cidades

    Pela segunda vez, o Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), da Secretaria de Turismo e Viagens – Setur-SP, fará uma pesquisa para...

    Omicron representa risco global muito alto, mundo deve se preparar, alerta OMS

    A variante do coronavírus Omicron com fortes características mutantes, provavelmente se espalhará internacionalmente e representa um risco muito alto de surtos de infecção que...

    Marcela Cuesta, retorna ao Inprotur (Argentina) e fala ao DIÁRIO

    A conexão que o DIÁRIO tem com Marcela Cuesta remonta os primeiros anos de 2000, quando a profissional era Delegada da Argentina para a...

    Portugal volta ao estado de emergência e anuncia medidas para o final do ano

    O governo de Portugal anunciou na última quinta-feira (26) um plano de medidas restritivas para as festas de fim de ano que inclui uma...

    Ciclistas e turistas se reúnem em Minas Gerais para a Ouro Biker

    A maior ultramaratona do Brasil ocorre nas montanhas e vales na cidade de Ouro Fino. Evento traz ainda gastronomia, cultura e ações de responsabilidade...

    JetSMART retoma voos para Foz do Iguaçu

    A JetSMART Chile retomará suas operações em Foz do Iguaçu em dezembro Edição DIÁRIO com agências Os voos serão realizados nos Airbus A320-200 e Airbus A320neo,...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing