Eliseu Barros, presidente da ABIH-CE: “Fortaleza hoje tem 30 mil leitos, hotéis novos, modernos”

REDAÇÃO DO DIÁRIO

Após a entrevista com Vanessa Morales, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Goiás (ABIH Goiás) o DIÁRIO conversa com Eliseu Barros, presidente da ABIH-Ceará e diretor do Hotel Marina Park. Em sua entrevista, além de falar sobre os diferenciais do destino cearense, Eliseu fala sobre as propriedades compartilhadas. “Fica uma concorrência desleal. Estamos reivindicando a regulamentação”, declara.

Outro ponto da entrevista é em relação à segurança de Fortaleza. Segundo pesquisas realizada pela ONG mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal, a capital cearense saiu do ranking das 10 cidades mais violentas do Brasil e caiu da 7ª para 35ª posição mundial. Eliseu justifica que essa queda faz parte do projeto de segurança entre o trade turístico, a prefeitura de Fortaleza e o governo do Estado. ” Tem sido investido muito na guarda municipal, com profissionais altamente treinados, armados inclusive e que atuam na parte de repressão e de educação”, destaca o presidente da ABIH-CE. Confira abaixo a entrevista completa:

DIÁRIO –  Quais são os principais atrativos naturais que Ceará possui que impacta (ou influencia) nos índices de ocupação no Estado? Quais têm sido estes índices?

ELISEU BARROS – Olha, um apelo muito forte nosso é sol e praia. Até para você ter ideia agora, os meios de comunicação, os jornais, a televisão anunciam que há chuva no nordeste. A chuva do nordeste nessa época compreende os estados que fazem parte da zona da mata, vai do Rio Grande do Norte até a Bahia. E quando está chovendo muito, em Alagoas, em Pernambuco, Rio Grande do Norte, aqui não tem uma nuvem no céu, para você ter ideia. Durante o ano todo,  quando chove aqui é março e abril, e não é aquela chuva constante, chove ali por uns 40 minutos, uma hora ali passou o céu já está aberto de novo.

Então, o grande diferencial é o sol e as belas praias que a gente tem, muitas nativas, e a temperatura da água do mar, que é uma temperatura super agradável, uma água não vou dizer morna, mas uma água que atinge uns 28°C mais ou menos. E no que se refere aos índices, temos dados bons, em torno de 66% de ocupação somente na cidade de Fortaleza.

DIÁRIO – Eliseu, em uma reunião da ABIH, em São Paulo, discutiu-se muito a questão da hospedagem compartilhada. Qual a sua análise sobre este segmento no Estado do Ceará?

ELISEU BARROS – Rapaz, eu acho que os direitos têm que ser iguais pra todos. Esse tipo de meio de hospedagem funciona exatamente como funciona a hotelaria, com uma deficiência no termo de segurança e serviço. Então,  têm que haver uma regulamentação urgente, que eles passem a pagar os mesmos impostos que a gente paga, os mesmo encargos, porque ai fica uma concorrência desleal. Então o que a gente está reivindicando é a regulamentação.

DIÁRIO – O senhor pode fazer um balanço da hotelaria cearense? Incluindo número de hotéis, investimentos nos últimos anos, chegada de redes internacionais, timeshare etc?

ELISEU BARROS – Hoje a gente tem uma faixa de 30 mil leitos em Fortaleza. É uma hotelaria nova, moderna e que foi toda reformulada de 2014 para cá, por conta da Copa do Mundo, já que fomos uma das cidades-sede. Temos uma hotelaria que tem se destacado muito na região nordeste, pela qualidade do serviço e pela infraestrutura dos seus equipamentos. Não tenho ideia de quanto se foi investido porque cada hotel tem um perfil, um custo e eu não temos esses dados de investimento no momento.

Hotel Marina Park, localizado ma capital cearense (Foto: Divulgação)
Hotel Marina Park, localizado ma capital cearense (Foto: Divulgação)

DIÁRIO – Pesquisas mais recentes apontaram a queda no índice de violência, objetivamente em Fortaleza, saindo da 7ª posição para a 35ª cidade mais perigosa do mundo. Quais providências são tomadas para que isso não seja motivo de desistência para os visitantes conhecerem o estado?

ELISEU BARROS  – Olha, existe uma interação muito grande entre a iniciativa de turismo, que compreende o trade turístico, a prefeitura de Fortaleza e o governo do Estado, através das suas secretarias municipais e estaduais de turismo.  E nisso, o governo do estado tem investido muito, muito em segurança. Então nós temos um secretário de segurança (André Costa) que é muito atuante, jovem, é operacional, ele é de campo, ele não é de ficar em birô no ar-condicionado, ele vai pra linha de frente. O governo agora mesmo entregou à polícia quase 400 viaturas novas. Tem aberto no interior do estado, somente nas regiões mais turísticas, delegacias especializadas, a equipe do RAIO treinada, tem uma estrutura de helicóptero da polícia também que age em todo o litoral cearense e o prefeito de Fortaleza tem investido muito na guarda municipal, com profissionais altamente treinados, armados inclusive e que atuam não só na parte de repressão, mas também na parte de educação.

DIÁRIO – Como estão os investimentos hoteleiros para a região de Jericoacoara, principalmente após a inauguração do Aeroporto Regional de Jericoacoara?

ELISEU BARROS – Lá em Jericoacoara já existe uma boa infraestrutura hoteleira. Não temos associados da ABIH em Jericoacoara, nenhum associado, mas sei que está equipado com uma boa infraestrutura tanto em hotelaria quanto de restaurante.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

PL 2034 aprovado pelo governador do Rio de Janeiro é vitória para os guias de turismo

O Projeto de Lei Nº 2034 acaba de ser aprovado pelo governador do Rio de Janeiro Wilson Witsel e se transforma na Lei Estadual...

Parques da SeaWorld na Flórida reabrirão ao público em 11 de junho

O SeaWorld Entertainment, Inc., uma das empresas de entretenimento líder no mundo, anunciou o projeto de reabertura em fases (com capacidade limitada) dos seus...

Temperaturas caem em Santa Catarina e toneladas de tainha são pescadas (Vejam vídeos)

Por Jefferson Severino especial para o DIÁRIO DO TURISMODe fato, hoje o estado catarinense completa 32 dias com temperaturas negativas. Segundo o Homem do...

Efeitos da pandemia: o fim dos blocos comerciais e início de acordos bilaterais

Por Carlo Barbieri*O mercado globalizado como o conhecemos hoje, já está em plena mudança devido à pandemia. Teremos um realinhamento na estrutura comercial do...

Pedidos de recuperação judicial aumentam depois da Covid-19

O último levantamento da Boa Vista, divulgado no início deste mês, registra alta em maio de 68,6% no número de pedidos de recuperação judicial...

Fronteiras terrestres entre Espanha, Portugal e França abrem em 22 de junho

MADRI (Reuters) - A Ministra da Indústria e do Turismo espanhola, Reyes Maroto, disse nesta quinta-feira que todas as restrições a cruzamentos nas fronteiras...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias