Turismo norte-coreano: diminuição de turistas estrangeiros marca a edição da Maratona de Pyongyang

O veto dos EUA quanto à visita de norte-americanos no país asiático é um dos responsáveis por tal situação envolvendo a Maratona de Pyongyang

Agências Internacionais com DT –

Descrita como a “maior atração do ano” na Coreia do Norte, a Maratona de Pyongyang do mês que vem deve ter metade dos participantes estrangeiros em relação ao ano passado devido às tensões políticas e a uma proibição a visitantes norte-americanos.

O turismo internacional diminuiu na Coreia do Norte em 2017, quando as tensões se elevaram em reação ao desenvolvimento e aos testes de armas nucleares e de mísseis balísticos intercontinentais do país, que desafiou resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

Os Estados Unidos proibiram seus cidadãos de visitarem o país recluso em julho do ano passado, mês seguinte à morte do universitário norte-americano Otto Warmbier, pouco após ser solto depois de passar 17 meses detido na Coreia do Norte.

“O turismo chegou perto do colapso, havia muito menos turistas”, disse Simon Cockerell, gerente-geral da Koryo Tours, observando que o mercado é pequeno e muito suscetível a mudanças.

Turismo na Coreia do Norte

Os números do turismo melhoram lentamente por conta do apaziguamento visto nos últimos meses, causado pela retomada das conversas intercoreanas e a iniciativa de uma cúpula entre Pyongyang e Washington, mas isso não se traduziu em um grande comparecimento ao maior evento turístico do ano, disseram agências de viagem.

“Nossos números de turistas em grupos agendados para a Coreia do Norte vêm crescendo continuamente. Entretanto, a quantidade de participantes da Maratona de Pyongyang deste ano diminuiu consideravelmente”, disse Rowan Beard, gerente da Young Pioneer Tours, observando que uma das principais razões da redução é a ausência de norte-americanos.

“A maratona, o maior evento a atrair turistas no momento, está com menos da metade do tamanho que teve no ano passado”.

O veto dos EUA continua em vigor, exceção feita para algumas categorias de agentes humanitários e jornalistas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    Mais recentes

    GOL e LATAM fazem juntas voos da colaboração e da solidariedade

    A GOL e a LATAM demonstram espírito de cooperação e solidariedade no momento da distribuição das vacinas contra a Covid-19. A GOL levou 500...

    Japão nega que as Olimpíadas sejam canceladas

    TÓQUIO (Reuters) - O Japão se manteve firme na sexta-feira em seu compromisso de sediar as Olimpíadas de Tóquio este ano e negou um...

    Mercadão das Flores é uma boa dica para o Aniversário de São Paulo

    O Mercadão das Flores é uma boa dica de passeio no aniversário de São Paulo na próxima segunda-feira (25). Localizado na Vila Leopoldina estará...

    Reed Exhibitions doará US$ 1 mi para Organizações que promovem a inclusão racial

    A Reed Exhibitions anunciou hoje seu compromisso de doar US $ 1 milhão nos próximos cinco anos para parceiros selecionados sem fins lucrativos em...

    Associação das estâncias de São Paulo tem nova diretoria

    Marco Antonio de Oliveira, prefeito de Morungaba, foi eleito presidente da Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo (Aprecesp). A...

    BWT Operadora inaugura escritório na capital gaúcha

    Marca BWT amplia mercado e apresenta seus serviços para agentes de viagens do Rio Grande do Sul EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências Ao contrário do movimento...

    Relacionadas

    Open chat