Turismo Europeu revela sinais de recuperação com dados consolidados

De acordo com os dados consolidados pelo Eurostat, o turismo demonstrou sinais de recuperação no verão de 2021.

Edição DIÁRIO com agências 

O mês de agosto mostrou os sinais mais promissores em termos do número de dormidas em alojamentos turísticos na União Europeia. Agosto de 2021 registou uma queda de 20% quando comparado com agosto de 2019, enquanto que agosto de 2020 tivera um declínio de 30% face ao ano anterior. Estes sinais de recuperação, diz o organismo estatístico europeu, também forma observados em julho (-29% em 2021; -40% em 2020) e junho (-51%; -70%).

Por outro lado, ao longo de 2021, abril teve a maior quebra a nível de dormidas em alojamento turístico (-81% comparativamente a abril de 2019). Contudo, abril de 2020 fora pior, com uma descida de 95%.

Nos três meses de verão, de junho a agosto de 2021, registaram-se 856 milhões de dormidas em alojamento turístico na UE, uma descida de 31% face aos números pré-covid de 2019. O número de dormidas desceu em todos os Estados Membros em julho e agosto de 2021 relativamente a 2019, oscilando entre -48% na Grécia e -5% nos Países Baixos. O declínio foi superior a 25% para 10 em cada 24 Estados Membros com dados disponíveis.

Comparando com 2020, porém, o número de dormidas em junho-agosto de 2021 aumentou em todos os Estados Membros, à exceção da Letónia (-16%).

Em junho-agosto de 2021, a descida de dormidas em alojamento turístico foi mais forte no que diz respeito aos hóspedes internacionais (-54% face a igual período de 2019) do que os hóspedes domésticos (-10%).

PC

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial