Nena Sanchez  ainda está no coração de Curaçao

Uma figura muito reverenciada em Curaçao é a artista plástica Nena Sanchez, falecida em 2017. Ela deixou saudades, amigos e muitos quadros…

por Paulo Atzingen

Muito bonita, Nena, que na verdade se chamava Elizabeth, foi Miss Curaçao no ano de 1966. Começou fazer a arte de Curaçao e, sintonizada com a estética e o gosto holandês, usava cores vibrantes e tropicais em seus quadros. Uma de suas fases foi a das rainhas azuis. “Posso dizer que é a nossa Yemanjá rainha  aqui de Curaçao. Primeiro ela começou pintar a rainha em preto, “morena”, depois em azul, porque o azul não se tem referência à cor, e para não ter conflitos de raça, já que para Nena não existia cor”, afirma Ana Sanchez, irmã da artista plástica e administradora do Ateliê  e Estúdio Nena Sanchez, no centro de Punda, em Curaçao.

“Ela era uma pessoa muito espiritual e sempre muito conectada com as energias do cosmo. Nena começou a pintar com 55 anos de idade e se destacou como uma mulher muito empreendedora e visionária. Ela inicia sua carreira de pintora quando retorna a Curaçao, pois como Miss Universo sempre estava viajando, e no mundo dos negócios, morou nos Estados Unidos e também teve negócios na Ásia”, afirma a amiga Waleska Shumacher, que era vizinha da artista.

A irmã de Nena, Ana Sanchez, no estúdio galeria, em Punda (Crédito: DT)

Outra galeria na ilha

A arte de Nena tem também um pouco da influência de Romero Brito, “arte figurativa com muita cor”. A artista começou a se destacar e caiu na graça dos críticos, quando teve a oportunidade de abrir outra galeria  a “Jan Kok” que é a sua galeria principal localizada em Weg Naar – ST Willibrordus, em uma outra região da da ilha, em uma antiga fazenda.

Conhecida como “A Rainha das Cores”, as obras de arte de Nena são encontradas em murais ao redor da ilha e em outros países, hotéis, empresas e casas particulares por todo o mundo.  Seu trabalho artístico também é usado para promover Curaçao.

Nena Sanchez faleceu em 18 agosto de 2017.

 

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Hotéis miram retomada e contratam empresas especializadas em biossegurança

Consultorias especializadas assessoram hotéis na elaboração e implementação de novos protocolos para preservar a segurança de colaboradores e clientes na retomada POR REDAÇÃO (Zaqueu Rodrigues...

Nobile Hotéis reabre unidades com protocolos de higiene e segurança intensificados

A Nobile Hotéis, comprometida com a segurança das pessoas na retomada de suas operações, divulgou aos empreendimentos de seu portfólio os protocolos de higiene...

Saiba mais sobre o visto para jornalistas nos Estados Unidos

Desde 1999, observa-se o Dia da Imprensa Nacional em 1º de junho, data em que começou a circular o jornal Correio Braziliense, em 1808....

Nova York terá toque de recolher nesta terça-feira (2)

A cidade de Nova York terá toque de recolher a partir das 23h (24h de Brasília) desta segunda-feira (1º de junho) até às 5h...

Prefeitura do Rio de Janeiro anuncia plano de reabertura em 6 fases

As variáveis que embasaram os critérios adotados para a reabertura gradual das atividades na cidade serão monitoradas diariamente e reavaliados a cada 15 dias...

Juiz em Mato Grosso suspende turismo dentro de área indígena

É perigoso permitir o livre acesso a territórios indígenas. Em um cenário de epidemia, como o vivido em decorrência da Covid-19, a circulação pode...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias