Luis Villaseñor, de Puerto Vallarta, fala com autoridade sobre destino mexicano

É muito comum os destinos nacionais e internacionais serem apresentados por pessoas pouco preparadas e que exercem essa função – de promotores – sustentados pelas muletas da tecnologia. Vídeos incríveis, data shows espetaculares, fundo musical extraordinários e uma parafernália eletrônica de impressionar qualquer plateia.

Por Paulo Atzingen*

 

Recursos tecnológicos à parte, Luis Villaseñor, diretor de promoção de Puerto Vallarta, no México, ao apresentar o destino nesta sexta-feira (4), em São Paulo, deu um show a parte. Mesmo usando um pouco daqueles recursos, deu seu recado de forma impecável sobre o destino mexicano mostrando, efetivamente, que para se promover uma cidade, um país, um lugar, e falar dele é preciso amá-lo e conhecê-lo profundamente. Luis mostrou isso.

Natural de Puerto Vallarta, o executivo contou a história do destino, o processo de implantação do mercado turístico, os investimentos dos hotéis internacionais e desfiou uma sequência de informações objetivas que boa parte dos jornalistas e leitores adoram como número de visitantes no destino, temperatura média da cidade, número de companhias aéreas locais e internacionais que operam, e acreditem, até o preço da cerveja, de uma refeição e de um taxi. “Temos cinco zonas hoteleiras, completas, bem servidas de infra-estrutura comercial, e oferecemos 22 mil habitações, sendo que, posso garantir, todos os nossos hotéis são de frente para o mar”, enumerou Villaseñor com um encadeamento de informações e expressões típicas de quem conhece, vivencia o lugar e tem autoridade sobre o assunto.

É evidente que quem veste a camisa de um destino da forma que Villaseñor veste tem plena convicção de seus encantos e vantagens competitivas e até arrisca exceder nos seus atributos: “Puerto Vallarta é o destino turístico do México mais completo porque é ótimo para a família, para casais (homo e heterosexuais), têm preços acessíveis e para todos os bolsos, é seguro, tem gente hospitaleira, uma ótima gastronomia e oferece mais de 50 atividades turísticas relacionadas ao mar, à montanha, ao turismo de aventura”, falou quase sem fôlego.

Ao defender seu destino como o melhor do México (o primeiro é Cancun) e que recebe 5 milhões de turistas por ano, Luís ainda acrescentou um dado que alça Puerto Vallarta ao topo dos destinos mais visitados do México, que nada mais é que a sua estabilidade climática, que oscila em torno dos 25º graus durante o ano todo. “As montanhas são reguladoras de nossa temperatura e perturbações meteorológicas não acontecem”, afirmou.

Luis Villaseñor: montanhas equilibram a temperatura (Crédito: DT)

Ao final de sua exposição não havia perguntas a fazer ao promotor tamanho o volume de informação que ele trouxe na bagagem. No entanto, queríamos saber o número de brasileiros que vai a Puerto Vallarta anualmente. Luis informou: “Temos um controle dos voos que chegam ao nosso aeroporto, nacionais e internacionais. Ocorre que muitos brasileiros ao chegar à capital,  Cidade do México (DF), vão de carro para Puerto Vallarta. Esses turistas não entram no cômputo geral, que hoje gira em torno de 2 mil brasileiros”, finalizou e foi posar para fotos.

A apresentação encerrou uma série de roadshows no país destinado a agentes de viagens e operadores. O encontro passou por Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Porto Alegre. A ação capacitou cerca de 420 profissionais de turismo.

www.visitpuertovallarta.com

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial