O pior da pandemia já passou para a Disney?

(Reuters) – O negócio de streaming de vídeo da Walt Disney Co, DIS.N, está crescendo rapidamente e ajudado a empresa americana a enfrentar a crise causada pela pandemia.

Nesta semana a Disney a divulgou lucros trimestrais, e suas ações saltaram 5,6%, para US $ 143,12 na bolsa de valores americana Wall Street.

A receita geral caiu 23%, para US $ 14,71 bilhões (£ 11,22 bilhões) no trimestre, acima da estimativa média dos analistas de cerca de US $ 14,2 bilhões.

Enquanto a pandemia de coronavírus atingia os parques temáticos e o estúdio de cinema da empresa, o foco no streaming foi bem planejado para os consumidores que ficavam em casa, e a Disney administrou seus parques temáticos com poucos acessos com perdas menores do que os analistas esperavam.

Um ano depois de lançar a assinatura online Disney + para competir com a Netflix Inc NFLX.O , a Disney disse que o serviço tinha 73,7 milhões de assinantes. O Hulu tinha 36,6 milhões de clientes e o ESPN + 10,3 milhões.

“Vamos continuar a aumentar nosso investimento” em streaming, disse o presidente-executivo Bob Chapek em uma teleconferência.

O surto de coronavrius forçou a empresa a fechar parques temáticos, suspender cruzeiros e atrasar o lançamento de filmes. A Disney disse que a pandemia reduziu o lucro de sua unidade de parques em US $ 2,4 bilhões.

“Mesmo com a interrupção causada pelo COVID-19, fomos capazes de administrar nossos negócios de maneira eficaz e, ao mesmo tempo, tomar medidas ousadas e deliberadas para posicionar nossa empresa para um maior crescimento de longo prazo”, disse Chapek em um comunicado.

Os parques começaram a receber de volta os visitantes, embora um aumento de casos na Europa e nos Estados Unidos ameace esse retorno.

Durante o trimestre, a maioria dos parques temáticos da Disney, incluindo seu principal resort na Flórida, foi reaberta, mas com frequência limitada, exigência de máscara e outras garantias. Os negócios de parques e produtos de consumo perderam US $ 1,1 bilhão em receita operacional, menos do que os analistas esperavam.

A Disneylândia da Califórnia está fechada desde março, e a Disneylândia de Paris foi forçada a fechar pela segunda vez em outubro, quando os casos de vírus aumentaram na França. A perspectiva de uma vacina contra o coronavírus em 2021 pode ser crucial para os parques.

Mesmo com uma vacina, “ainda é provável que leve meses e possivelmente anos antes que os negócios voltem ao que eram antes”, disse o analista da Hargreaves Lansdown, Nicholas Hyett.

Chapek disse que o Walt Disney World da Flórida reduziu o número de pessoas que podem visitar para 35% da capacidade normal. A semana de Ação de Graças está quase totalmente reservada, disse ele.

A empresa também está vendo uma demanda “muito, muito forte” para reservas de navios de cruzeiro na segunda metade do ano fiscal de 2021 e todo o ano fiscal de 2022, disse Chapek.

No segmento de redes de mídia, a retomada dos grandes esportes ajudou a impulsionar a ESPN. A unidade registrou US $ 1,9 bilhão em receita operacional, um aumento de 5% em relação ao ano anterior.

O lucro do estúdio de cinema caiu 61%, para US $ 419 milhões, já que a empresa adiou filmes importantes até 2021 e muitos cinemas permaneceram fechados.

A Disney disse que abrirá mão de seus dividendos semestrais na segunda metade do ano fiscal de 2020 para financiar seus negócios de streaming.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial