Press Emblem de Genebra aponta: Brasil lidera lista de jornalistas mortos por Covid-19

Em um ano de pandemia, pelo menos 878 jornalistas morreram de Covid-19 em 70 países, segundo a organização Press Emblem Campaign, com sede em Genebra. A América Latina lidera a lista de mortes por região, com mais de 460 casos. E o Brasil tornou-se o país com mais vítimas, um total de 111, passando a ocupar a posição que desde o início da crise era do Peru.

Por Luciana Gurgel | MediaTalks, Londres | @lcnqgur

A organização destacou o avanço rápido da doença entre profissionais de imprensa no País, que figura como o de pior registro em 2021: 50 mortes em apenas dois meses. O caso mais recente da lista é o do jornalista e escritor Nilo Alves, de Palmas.

A  Press Emblem Campaign  dedica-se a monitorar violência contra jornalistas. Desde o início da crise de saúde pública passou a acompanhar o drama dos profissionais de imprensa vítimas da Covid-19. A lista da entidade inclui um perfil de cada vítima, como forma de humanizar os números da doença.

Em maio passado o registro já era alto: 64 mortes em 24 países. Em novembro subiu para pelo menos 462 jornalistas de 56 países − um aumento de mais de sete vezes. Nesse mesmo período, o número total de mortes por pandemia em todo o mundo aumentou cinco vezes, de acordo com o Johns Hopkins Coronavirus Resource Center.

A diferença entre regiões é brutal. Na Europa, foram 158 mortes. A Itália figura como a nação da região onde mais jornalistas perderam a vida para a Covid-19, um total de 49. Na Ásia, a Índia aparece na liderança, mas não há números confiáveis de alguns países, como a China.

- Advertisement -

Fonte: Press Emblem Campaign

“Os profissionais da mídia têm um papel importante a desempenhar na luta contra o vírus. A segurança deles está particularmente em risco nesta crise,  pela necessidade de trabalhar no campo. Vários morreram por falta de medidas de proteção adequadas ao fazerem seu trabalho”, diz o relatório. 

Os dados do PEC dizem respeito apenas a jornalistas que morreram com Covid-19 cujos casos foram divulgados na mídia local, referenciados por associações de jornalismo ou registrados por correspondentes regionais da entidade.

“O que me surpreende é que, ao contrário da crença comum, muitos jornalistas morreram relativamente jovens”, disse Blaise Lempen, secretário-geral da PEC em uma entrevista à Global Investigative Journalism Network.

“Em países desenvolvidos como Itália, Estados Unidos e Grã-Bretanha, a maioria dos jornalistas que morreram de Covid-19 tinha mais de 70 anos, mas em países em desenvolvimento como Brasil, Índia ou África do Sul, eles eram mais jovens − a maioria deles na casa dos 50 ou 60 anos. ”

Ele acrescentou que é sempre difícil saber a origem da doença, mas acredita que muitas das infecções aconteceram no trabalho.

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    “Guias de turismo em breve mostrarão sua força, o pior já passou”, diz presidente da Fenagtur

    Nesta segunda-feira (10), se comemora o dia do Guia de Turismo no Brasil. A data serve para ressaltar a vital importância deste profissional no...

    Sky Samuara Hotel diversifica o público e tem expectativas positivas para a retomada do turismo

    O Sky Samuara Hotel integra a diversificada rede de hotéis do grupo Sky, na Serra Gaúcha. O Samuara fica em Caxias do Sul (RS),...

    Bertioga realiza evento “Maio Náutico” nos próximos dias 21 e 22

    Gratuito, evento em Bertioga acontece nos dias 21 e 22 de maio, das 10h00 às 18h00 e das 14h00 às 18h00, respectivamente. A pandemia C-19,...

    No Dia do Guia de Turismo Liguia realiza evento online

    O Dia do Guia de Turismo é celebrado nesta segunda-feira (10) e, para prestigiar esses profissionais tão importantes para o setor do Turismo, a...

    Turistas latino-americanos vacinados na praia de Miami Beach, Flórida

    Um posto de vacinação temporária aplicou neste domingo em Miami Beach, Flórida, 175 vacinas da Johnson & Johnson, a marca preferida dos turistas por...

    Itália volta a receber turistas internacionais dia 15. Brasil está fora

    Após uma longa espera, a Itália vai reabrir suas portas para os turistas internacionais. EDIÇÃO DO DIÁRIO com agência ANSA A partir do próximo sábado (15),...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing