Medidas de biossegurança são fundamentais para retomada do turismo

A Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR) apontaram a importância das medidas de biossegurança para a retomada do turismo nacional

Edição DIÁRIO com agências

O presidente da comissão, senador Fernando Collor (Pros-AL), afirmou que a preservação da saúde deve ser vista como prioridade absoluta para o “novo normal”. Segundo o senador, já é possível perceber a rápida e sólida recuperação da indústria do turismo. Ele disse que o êxito da campanha de vacinação contra a covid-19 favorece o turismo e pode atrair turistas estrangeiros.

Selo

Collor destacou que, no ano passado, o Ministério do Turismo implantou o selo Turismo Responsável, chancelado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Conforme informou o senador, cerca de 30 mil selos já foram emitidos para hotéis, restaurantes, prestadores de serviços, organizadores de eventos, parques temáticos e bares. O selo é gratuito e funciona como uma espécie de garantia de que o local cumpre medidas sanitárias de prevenção ao contágio da covid-19.

A coordenadora-geral de Turismo Responsável do Ministério do Turismo, Rafaela Levay Lehmann, disse que o selo Turismo Responsável é uma forma de incentivar a reabertura das atividades e uma maneira de colocar o Brasil no mapa dos destinos seguros. Ela explicou que os interessados podem buscar a adesão ao programa por meio do site turismo.gov.br/seloresponsavel. A exigência é que o prestador de serviço seja cadastrado no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), do Ministério do Turismo. Segundo Rafaela Lehman, o turista também deve ter uma postura na colaboração com a segurança sanitária e pode fazer suas pesquisas no site, para poder viajar com mais tranquilidade.

De acordo com a presidente do Sistema Integrado de Parques e Atração Turística (Sindepat), Caroline Negri, os parques e atrações especiais são os principais indutores do turismo no país. Ela disse que a pandemia de covid-19 chegou a paralisar os parques e as comunidades em volta das atrações. Segundo ela, os protocolos de segurança são importantes para a segurança do turismo e para a completa retomada das atividades no setor. Caroline Negri acrescentou que a adoção de selos é importante para mostrar aos turistas a preocupação do parque com a saúde dos seus usuários.

O  vice-presidente do Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur) e presidente da Goiás Turismo, Fabrício Borges do Amaral, elogiou a “assertividade” do Senado no apoio ao turismo nacional. Ele pediu a continuidade dos protocolos como forma de garantir segurança no turismo e cobrou mais incentivo para que as pequenas empresas de turismo adotem o selo Turismo Responsável.

O prefeito de Maragogi (AL), Fernando Sérgio Lira, afirmou que o município tem tido atenção especial com a segurança da saúde dos turistas. Ele disse que Maragogi é o município sem aeroporto mais procurado do país e afirmou ver com bons olhos os protocolos de segurança para a retomada do turismo.

PC

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT