Portugal surpreende – por Osvaldo Alvarenga*

O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia,
Mas o Tejo não é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia
Porque o Tejo não é o rio que corre pela minha aldeia.”
Alberto Caeiro.

Por cá, aos poucos, vamos deixando o confinamento. As cidades vão se abrindo e os hotéis estão preparados para receber os hóspedes com bastante segurança. Fomos ver – nessa hora é importante apoiar o turismo. A escassez de estrangeiros, a abundância de ofertas, a comemoração do meu aniversário, tudo convergia para a viagem. O Minho não conhecíamos; só Guimarães. Viajamos. Uma semana inteira de andanças. Ponte de Lima foi a vila escolhida como base. Pela própria e por ficar equidistante de todas as aldeias, outras vilas e cidades que queríamos conhecer: Estorãos, Arcos de Valdevez, Sistelo, Ponte da Barca, Soajo, Rouças, o Santuário de Nossa Senhora da Peneda, Lindoso, Castro Laboreiro, Valença, o Castro de Santa Trega, na Galícia, Caminha, Viana do Castelo, o Santuário de Bom Jesus do Monte, Braga e Barcelos. Na volta ainda fizemos um desvio por Tomar.

Portugal surpreende, disse o Bob quando viu os vídeos que compartilhei pelo Whatsapp. As paisagens ora remetem ao Peru, a terraços incas, ora ao norte da Escócia, com suas estradas sinuosas e estreitas, alternadas por castelos em ruínas, ora ao que eu esperava ver no Minho, suas vinhas exclusivas e aldeias de pedra. País tão pequeno e tão diverso de natureza, de cultura e de culinária, o Minho tem sotaque e léxico próprios, com palavras novas e outras conhecidas que ganham sentido diverso: espigueiro, inverneira, branda, parola, mordoma… e para não esquecer, maduro se o vinho for tinto, o tinto verde é muito mau. Também própria é a gastronomia com pratos cujos nomes são bem peculiares: arroz de pica no chão, papa ou arroz de sarrabulho, frigideiras, rojões à minhota, lampreia à bordalesa, arroz de lavagante, bacalhaus, cabritos e borregos variados; quase todos muito calóricos, pratos que pedem o inverno como acompanhamento. Fora os rojões em Viana do Castelo, ficamos no trivial, as refeições foram leves. É que o verão está de matar!

A Iêda observou, e bem, como nós no Brasil vamos perdendo os nossos rios. Aqui, parece, eles permanecem na alma da pessoas.

Para tanto calor, não faltam aos minhotos, as praias fluviais e cachoeiras. Cruzamos não sei quantos rios, encontramos tantas fontes, água limpa e fresca onde matei a sede, atravessamos pontes medievais, perdi a conta de quantas, vimos gente e vida nas várzeas. A Iêda observou, e bem, como nós no Brasil vamos perdendo os nossos rios. Aqui, parece, eles permanecem na alma da pessoas. Às margens jardins e praias. Nos dias quentes o banho, a brincadeira n’água, o caiaque, a pesca com vara, o prazer de desfrutar do rio no coração da cidade e da memória que ele representa como marco da cultura e de influências. No Brasil, parece, vamos esquecendo dessa interação; vamos matando, cobrindo e secando os nossos rios. Sobra o esgoto.

Dei minhas primeiras braçadas no Velho Chico, em Pirapora, Minas, na década de 70. A vazante do rio, mesmo controlada na represa de Três Marias, era tanta no verão que as águas tudo cobriam e invadiam a parte baixa da cidade. Largo, foi preciso uma ponte de 700 metros de extensão para cruzá-lo. A velha Marechal Hermes continua lá como cartão postal das cidades nas duas margens. Se antes o rio São Francisco ia bater no meio do mar, agora é o mar que avança sobre o Velho Chico. A época das enchentes frequentes passou. O coitado anda franzino, fraco e degradado. Se fomos capazes de deixar assim o rio da integração nacional, quanto mais a ribeira que corre no nosso bairro. Nem damos por sua existência. Cobicei todo o Minho, rios, praias, fontes e cachoeiras, para mim.

—————————————————————————————————-
Osvaldo Alvarenga
Osvaldo Alvarenga
*Osvaldo reside em Lisboa e escreve para os blogs: Flerte, sobre lugares e pessoas e Se conselho fosse bom…, sobre vida corporativa e carreira. Atuou por 25 anos no mercado de informações para marketing e risco de crédito, tendo sido presidente, diretor comercial e diretor de operações da Equifax do Brasil. Foi empresário, sócio das empresas mapaBRASIL, Braspop Corretora e Motirô e co-realizador do DMC Latam – Data Management Conference. Foi diretor da DAMA do Brasil e do Instituto Brasileiro de Database Marketing – IDBM e conselheiro da Associação Brasileira de Marketing Direto – ABEMD, dos Doutores da Alegria e, na Fecomercio SP, membro do Conselho de Criatividade e Inovação.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

94ª Festa da Achiropita segue até 29 de agosto em São Paulo

A Festa de Nossa Senhora Achiropita está confirmada, mas em uma versão virtual; o público pode desfrutar as delícias da culinária italiana, como fogazzas,...

CEO da Delta Airlines se posiciona a favor da justiça racial e da diversidade

Em um memorando para os funcionários da Delta Airlines, o CEO Ed Bastian compartilhou as medidas que a empresas aérea está tomando para se...

UNEDESTINOS e EMBRATUR em reunião online discutem retomada do Turismo

Entidade promoveu encontro para destacar promoção do Brasil no exterior A UNEDESTINOS, União Nacional de Convention & Visitors Bureaus (CVBs) e Entidades de Destinos, e...

Accor lança hotsite ALLSAFE que responde dúvidas de clientes e hóspedes

A Accor acaba de lançar o hotsite ALLSAFE (https://allsafelatam.com.br/pt) com o objetivo de fornecer para seus clientes todas as informações sobre higienização e segurança,...

Estudo aponta baixa adesão ao ‘Selo Turismo Responsável’, 60 dias após lançado

Um estudo produzido pelo Profo Msc. Thyago Velozo de Albuquerque, do Departamento de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) - pesquisador...

Alemanha tem mais de 200 rotas diferentes para fazer de bike

Com mais de 70 mil km de ciclovias e trilhas, Alemanha é considerada uma das melhores opções do mundo para os ciclistas; nível das...

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat