Programa de viagens domésticas no Japão suspenso até 11 de janeiro

O Japão suspendeu um programa nacional de viagens por causa de um aumento de casos da covid-19. No fim de semana, o número de infecções registrado em um único dia superou 3 mil, um recorde desde o início da pandemia.

O primeiro-ministro do país, Yoshihide Suga, anunciou nesta segunda-feira que o programa de US$ 10 bilhões para subsidiar viagens domésticas ficará suspenso de 28 de dezembro a 11 de janeiro.

A decisão foi tomada em um momento em que o número de casos de covid-19 continua crescendo, apesar das recentes restrições ao horário de funcionamento de restaurantes adotadas em cidades como Tóquio e Osaka.

O programa de subsídios foi lançado no fim de junho para estimular o turismo doméstico e ajudar a economia a se recuperar da crise. Na semana passada, o governo estendeu a duração do programa, previsto para terminar em janeiro. Agora, ele ficará em vigor até junho.

Suga resistia à ideia de suspendê-lo, apesar de críticas de especialistas, que diziam que o programa de viagens estava ajudando a disseminar a covid-19 pelo Japão, sendo parcialmente responsável pelo novo surto.

Uma recente pesquisa de opinião do jornal “Mainichi Shimbun” mostrou que dois terços dos entrevistados achavam que o programa de viagens deveria ser suspenso.

O levantamento também indicou que o apoio ao governo de Suga despencou de 64% em setembro para 40%.

Desde o início da pandemia, o Japão registrou quase 180 mil casos de covid-19. O número de mortes causadas pela doença chegou a 2.585, com mais 23 confirmadas no domingo.

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial