Abear: demanda por voos domésticos cai 32,84% em março, na comparação anual

A demanda por viagens aéreas domésticas registrou queda de 32,84% em março, em relação ao mesmo mês de 2019. Nesse sentido, a oferta de assentos também teve retração acentuada, de 24,58% na mesma comparação. Em termos de volume, os dois indicadores são os menores registrados em um mês de março desde 2009, refletindo o impacto da pandemia do novo coronavírus na aviação comercial.

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências


 

O volume de passageiros transportados em voos domésticos recuou 35,46% em março, diante de igual período do ano passado. Ao todo, foram transportados 4,9 milhões de pessoas, a menor quantidade para um mês de março desde 2009. O total de decolagens registrou retração de 28,35%, para 47,1 mil, o pior resultado desde março de 2005.

O aproveitamento das aeronaves também registrou números negativos, baixando 8,86 pontos percentuais a 72,07% de ocupação, resultado mais fraco desde março de 2013. Importante lembrar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou pandemia mundial no dia 11 de março. E as iniciativas dos governos estaduais de isolamento social tiveram início a partir da segunda quinzena de março.

Os dados são da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e foram compilados pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR). Incluem as operações de suas associadas (GOL, LATAM, MAP, TWOFLEX e VOEPASS) e trazem números agregados das demais empresas atuantes no mercado nacional.

Mercado internacional
A demanda por viagens aéreas internacionais entre as companhias aéreas nacionais recuou 45,38%, na comparação com o mesmo mês de 2019. Foi o menor volume de demanda para março desde 2010. A oferta de assentos diminuiu 34,42% – mais baixo patamar desde março de 2014. No total, foram transportados 438,7 mil passageiros, uma queda de 45,22%, a menor quantidade desde março de 2010. O aproveitamento dos aviões teve redução de 13,59 pontos percentuais, levando a ocupação dos voos a 67,79%, pior desempenho desde março de 2009.

Cargas
O transporte aéreo de cargas e correio, no segmento doméstico, teve redução de 17,52%, na comparação com o mesmo mês de 2019. No mercado internacional a queda foi de 21,17%, na mesma comparação.

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

OMS orienta que viajantes encarem pandemia de Covid-19 com seriedade

GENEBRA (Reuters) - A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu aos viajantes nesta terça-feira que usem máscaras em aviões e se mantenham informados, à...

7 dicas para se profissionalizar na comunicação virtual

De repente, veio a pandemia, a quarentena e, com elas, mudanças na rotina profissional e na forma de comunicação. Reuniões virtuais, lives, webinars e...

O golpe do motoboy e a responsabilidade dos bancos

O golpe do motoboy é uma fraude efetuada em que os golpistas se passam por funcionários do banco, e ligam para o cliente informando...

Celso Guelfi, CEO da Global Travel Assistance: “Temos mais futuro que passado”

De acordo com dados da recente pesquisa Criteo (NASDAQ: CRTO) - uma empresa global de tecnologia -  68% dos brasileiros estão ansiosos para viajar...

O dia em que entrevistei Charlie Daniels*

Charlie Daniels morreu nesta segunda-feira (6), aos 83 anos Se Bob Dylan, Stevie Wonder e Neil Young me levaram ao encontro da gaita, Charlie Edward...

Hotéis em Porto de Galinhas recebem o selo Safe Travel do WTTC

O Hotel Solar Porto de Galinhas e o Vivá Porto de Galinhas Resort, ambos localizados no Litoral Sul de Pernambuco, foram os primeiros do...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias