Companhia aérea deve pagar R$ 74 mil a juízas que erraram aeroporto e perderam voo

O site Consultor Jurídico desta quinta-feira (26) publica uma decisão do 2º Juizado Especial Cível de Niterói que condenou a companhia aérea Latam a pagar R$ 36.963,89 para cada uma das juízas Cristiane da Silva Brandão Lima e Larissa Nunes Pinto Sally.

REDAÇÃO DO DIÁRIO com informações do CONJUR


Segundo o site especializado em assuntos de natureza jurídica, a decisão, de 28 de janeiro, foi mantida pela 5ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis em junho. No fim de outubro, a terceira vice-presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargadora Elisabete Filizzola Assunção, negou seguimento a recurso extraordinário da Latam. Abaixo a transcrição do caso relatado pelo Conjur:

“As juízas e seus quatro filhos compraram passagens de ida e volta para Nova York. O voo para os EUA sairia do aeroporto de Cumbica, em São Paulo. Para chegar lá, elas deveriam pegar um voo no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. No dia, porém, se dirigiram ao do Galeão.
As julgadoras tentaram embarcar de lá para São Paulo, mas a companhia aérea não permitiu, nem concedeu reembolso a elas. Como elas não apareceram para o embarque, a Latam cancelou as passagens. Cristiane, Larissa e seus filhos então compraram novos bilhetes, dormiram em hotel próximo ao Galeão e viajaram no dia seguinte.
À Justiça, elas pediram restituição das passagens e indenização por danos morais. Em sua defesa, a Latam sustentou que a responsabilidade é das juízas, que não compareceram ao aeroporto de onde sairia o seu voo.
No projeto de sentença, homologado pelo 2º Juizado Especial Cível de Niterói, a juíza leiga Roberta Gavazzoni afirmou que, por mais que as juízas tenham errado ao se dirigir ao Galeão, e não ao Santos Dumont, é abusivo a Latam cancelar 12 passagens.
“As autoras, para manterem a viagem, acabaram sendo obrigadas a contratar voo para São Paulo; e, de lá, poderem embarcar para Nova York. Isso, naturalmente, custou não somente mais, já que as passagens foram compradas sem antecedência, a perda de diárias de hotel em Nova York e o pagamento de mais uma diária no destino, sem se olvidar que as autoras tiveram que se acomodar em hotel próximo à região do aeroporto, mais uma vez lhes custando recursos que poderiam, se assim desejassem, empregar em compras, passeios ou no que quer que desejassem”, disse a juíza leiga.
Além disso, ela apontou que a companhia aérea submeteu as juízas a “estresse desmedido”. “Uma viagem, sobremaneira a lazer e internacional, serve, especialmente, para que as pessoas possam relaxar, ter contato com novas culturas e experiências. E, por mais que a viagem possa ter sido satisfatória, não há como se olvidar que o estresse perdurou durante ela.”
Dessa maneira, Roberta Gavazzoni condenou a Latam a restituir a cada uma das juízas R$ 26.963,89. Além disso, ordenou que a empresa pagasse indenização por danos morais de R$ 10 mil a cada uma”.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    Mais recentes

    Plataforma Decolar mostra os destinos nacionais e internacionais mais vendidos em 2020

    Plataforma de viagens Decolar acaba de divulgar um levantamento dos destinos nacionais e internacionais mais vendidos em 2020.   Agências De acordo com os dados das...

    Accor: com novos perfis de cliente rede anuncia a marca WOJO no Brasil

    A Accor acaba de anunciar a chegada da sua marca global de coworking no Brasil. Batizada de WOJO (lê-se uodjô) e com o conceito...

    IATA quer que certificado de vacinação digital europeu seja unificado

    Genebra (com tradução e edição do DT) - A International Air Transport Association (IATA) convocou todos os representantes da União Europeia a apoiar uma...

    Escritório da França no Brasil atualiza situação do país no combate ao coronavírus

    Ao levar em conta a circulação ainda ativa da Covid-19 na França, o Primeiro Ministro Jean Castex confirmou que todas as atividades suspensas e...

    Década da Ciência Oceânica: DIÁRIO participa e divulga iniciativas sustentáveis

    Neste ano de 2021 tem início a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável instituído pela Assembleia Geral das Nações Unidas a fim...

    Bahia: Quatro destinos incríveis para visitar

    Dona da maior extensão litorânea do Brasil, a Bahia tem praias paradisíacas, para todos os gostos e orçamentos de viagem. Mas o interior do...

    Relacionadas

    Open chat