Festival Gosto da Amazônia, com pegada sustentável, acontece no Rio, Niterói e Nova Iguaçu

Com pegada sustentável, Festival começou dia 9 e vai até o dia 25 de julho

EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências


De chefs estrelados a botecos descolados, 77 casas do Rio de Janeiro, Niterói e Nova Iguaçu participam, de 9 a 25 de julho, do Festival Gosto da Amazônia RJ. O público pode experimentar as mais diversas receitas preparadas com o pirarucu selvagem de manejo, o maior peixe de escamas de água doce do mundo. A ideia é divulgar e incentivar o consumo do pirarucu, cada vez mais valorizado na gastronomia, além de gerar renda para as comunidades ribeirinhas e indígenas que contribuem para a conservação de mais de 11 milhões de hectares da Amazônia.

Itinerância

O evento, que em 2019 foi realizado no CADEG e no Shopping Uptown, estreou em São Paulo no ano passado e seguirá para Brasília em setembro, após nova passagem pelo Rio de Janeiro, desta vez com presença também em Niterói e Nova Iguaçu. O Festival conta com casas tradicionais, estabelecimentos recém-abertos, bares da Zona Sul, restaurantes da Zona Norte, e muitos participantes das edições anteriores, com petiscos e pratos para todos os gostos e preferências. “O exótico se torna próximo, o festival traz uma coisa que você leva para o imaginário. Boa parte dos chefs que receberam o peixe não conhecia e esse despertar da curiosidade surpreendeu muito positivamente no primeiro festival, em 2019, mudando o patamar do Uptown, por exemplo”, conta Marcelo Barcellos, do Barsa.

O evento mostra a convergência dos diversos estilos da gastronomia do Rio em torno de uma causa sustentável, além de ser uma importante iniciativa de apoio à retomada do setor. O manejo do pirarucu é baseado na vigilância da região, com o objetivo de se evitar a pesca predatória e a derrubada da floresta. A marca coletiva Gosto da Amazônia também defende e pratica o comércio justo, pagando em média aos manejadores cerca de 60% a mais pelo peixe do que os frigoríficos da região, e sendo distribuída para fora de Manaus diretamente através dos produtores, representados pela ASPROC (Associação de Produtores de Carauari).

Quantidade de pirarucu nas regiões de manejo aumentou em 400% nos últimos dez anos (Crédito: Bernardo Oliveira)

O manejo na Amazônia – Prática de uso sustentável e gestão participativa do recurso pesqueiro, o manejo comunitário garante a sobrevivência da espécie, soberania alimentar e renda às comunidades envolvidas no processo, configurando-se como um extraordinário caso de conservação da biodiversidade. Graças à atividade, o pirarucu voltou a habitar grande parte das várzeas amazônicas e sua quantidade nas regiões de manejo aumentou em 400% nos últimos dez anos. Com o esforço realizado para a implementação da atividade, que envolve as etapas de contagem e a vigilância dos lagos, entre outras, observa-se que os estoques de outras espécies também aumentaram, como tambaqui, jacaré-açu, tartaruga, tracajá e peixe-boi.

- Advertisement -

O Gosto da Amazônia é fruto da cooperação internacional entre o governo do Brasil e dos EUA, executada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO) e Serviço Florestal dos EUA (USFS), com recursos da Agência para Desenvolvimento Internacional dos EUA (USAID) e participação da Operação Amazônia Nativa (OPAN), Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM), Memorial Chico Mendes (MCM), Associação dos Produtores Rurais de Carauari (ASPROC) e Associação dos Comunitários que trabalham com Desenvolvimento Sustentável no Município de Jutaí (ACJ) e o Instituto Maniva. O Festival conta também com o apoio do Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (SINDRIO).

Pirarucu em todas as formas e estilos, como esse Mini sanduiche de pirarucu, do Liga dos Botecos


SERVIÇO:

Festival Gosto da Amazônia RJ (Rio, Niterói e Nova Iguaçu)

Quando: 9 a 25 de julho de 2021

Mais informações: https://gostodaamazonia.com.br/festival/

CONFIRA os Restaurantes e escolha o SEU: https://gostodaamazonia.com.br/festival/

 

 

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
PAULO ATZINGEN é jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará. Produziu reportagens na Amazônia sobre sustentabilidade, conflitos agrários e étnicos. Lançou em 1998 sua primeira revista, a PAYSAGE – dirigindo-a e publicando-a por três anos. Em Belém, foi repórter do jornal O Liberal, O Paraense e articulista do jornal A Província do Pará e Diário do Pará. É premiado contista, com três livros de ficção em prosa publicados via editais. Trabalhou como redator no jornal de turismo Brasilturis e fundou em 2005 o DIÁRIO DO TURISMO, o primeiro jornal On-line Diário de Turismo do Brasil. Atualmente desenvolve projetos de conteúdo editoriais e digitais para empresas privadas de hotelaria, aviação, companhias marítimas, destinos turísticos e biografias.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    A guinada da Selina ao se tornar empresa de capital aberto

    A empresa combinada operará como Selina Hospitality plc e suas ações ordinárias serão listadas na Bolsa de Valores de Nova York sob o símbolo...

    Jhon Douglas, secretário de Turismo do Acre: “Em nosso estado se destaca o Etnoturismo”

    Jhon Douglas da Costa Silva, Secretário de Estado de Empreendedorismo e Turismo do Acre, falou ao DIÁRIO DO TURISMO durante o Festival de Turismo...

    Elaine Tenerello, diretora executiva do Visit Iguassu: “traga o seu evento para Foz do Iguaçu”

    A diretora Executiva do Visit Iguassu, Elaine Tenerello, falou com o DIÁRIO durante o Festival de Turismo das Cataratas, ocorrida em Foz do Iguaçu,...

    IGLTA publica guia de viagem para turistas soropositivos

    O guia apresenta os países que restringem parcialmente a entrada de turistas com HIV e os que não chegam nem mesmo a permitir a...

    Luan Capitânio, CEO da Zumex Brasil: “temos máquinas para pequenas pousadas a grandes hotéis”

    Reinventando a transformação de frutas e verduras em suco com máquinas espremedoras, a Zumex Brasil participou mais uma vez da Equipotel, maior feira de...

    Fabiano Collet, GG do Bourbon Fortaleza comemora ocupação: ““O melhor mês de Fortaleza é janeiro”

    ‘Trocar o pneu com o carro em movimento’. É mais ou menos essa ideia que tive ao conversar com o gerente geral do Bourbon...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing