About the author

Paulo Atzingen

Paulo Atzingen

Sou jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursei Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará, lecionei em Escola Pública e cursinhos pré-vestibular. Produzi reportagens na Amazônia sobre sustentabilidade, conflitos agrários e étnicos. Lancei em 1998 minha primeira revista, a PAYSAGE – dirigindo-a e publicando-a por três anos. Em Belém, fui repórter do jornal O Liberal, O Paraense e articulista do jornal A Província do Pará e Diário do Pará. Ganhei alguns concursos, e publiquei três livros de ficção em prosa publicados via editais. “Cronicontos Marabaenses”, “O Boi e o Ferro Gusa” e “O Turista Encarnado“. De volta à terra natal, São Paulo, trabalhei como redator no jornal de turismo Brasilturis e fundei em 2005 o DIÁRIO DO TURISMO, o primeiro jornal On-line Diário de Turismo do Brasil. Como redator e jornalista ganhei o Prêmio O Petróleo é Nosso – da Petrobrás e duas vezes o prêmio de jornalismo Comendador Marques dos Reis, em Belém (2006 e 2016). Em 2016 lancei a revista digital PAYSAGE HOTELEIRA com foco no mercado hoteleiro corporativo e em 2017 lancei meu site com textos autorais, o ATZINGEN.com.br. Sou casado e pai de dois filhos. Estudo gaita.

One Comment

  1. 1
    Avatar

    julio Arien

    Em um país com concentração de renda tão acintosa com o Brasil, o Airbnb surge como possibilidade de que os ganhos com o turismo sejam distribuídos com mais justiça social. Lembrar que o crédito – frequentemente subsidiado pelo BNDES – para construção de hoteis dificilmente contemplam pequenos empreendedores. Além disso esse pequeno proprietário não paga ISS mas paga IPTU e imposto de renda em doses cavalares. Não há nada de concorrência desleal. Há serviços diferentes. Há desconcentração da atividade econômica.

Comments are closed.

Copyright 2018 - Diário do Turismo. Criado e mantido por Agência de Marketing Digital | NetGuaraná