BNDES anuncia chamada de projetos para Internet das Coisas

O objetivo da instituição é selecionar iniciativas de integração e avaliação de soluções de IoT voltados para as áreas de cidades inteligentes, saúde e ambiente rural. O valor mínimo do apoio do BNDES será de R$ 1 milhão, limitado a 50% do total de cada projeto.

As instituições tecnológicas públicas ou privadas sem fins lucrativos terão até 31 de agosto para submeter as propostas ao banco. As iniciativas propostas nos projetos-pilotos terão sua tecnologia testadas em plataformas de experimentação e em ambientes reais.

O presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, disse que a expectativa da instituição é de que a chamada para a seleção de projetos envolva investimentos de pelo menos R$ 40 milhões, se levado em conta os recursos não reembolsados a serem liberados pelo banco e as contrapartidas das empresas envolvidas no processo.

Hoje vivemos momentos diferentes de desenvolvimento tecnológico. E as tecnologias não têm mais impactos de séculos, como no passado. As tecnologias têm impacto menos duradouros e as inovações acontecem de forma muito mais rápida. E a IoT é a tecnologia que terá maior impacto na vida das pessoas nas próximas décadas”, disse.

Bola da vez

Na avaliação do Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, o apoio do BNDES é fundamental para o avanço no domínio da tecnologia das coisas. “A bola da vez hoje no mundo é a tecnologia das coisas e a participação do BNDES com o seu apoio é fundamental para que a gente possa ter no nosso país cada vez possibilidades de avanço no desenvolvimento dessa tecnologia”.

“É este apoio que possibilitará o cumprimento dos nossos objetivos, que é preparar o Brasil para que nós possamos acompanhar os outros países [no desenvolvimento tecnológico], e cumprir com os nossos objetivos que é o de preparar o Brasil para que possa atingir a plenitude no mesmo momento que os outros países. Cada vez mais o Brasil se iguala aos outros países nos avanços tecnológicos”, disse.

Focos

Poderão ser apoiadas soluções executadas por instituições tecnológicas públicas ou privadas sem fins lucrativos dentro do foco de cada um dos seguintes ambientes: cidades inteligentes, ambiente rural e saúde.

No caso de cidades, os projetos devem ter foco em redução de desperdícios, iluminação pública, aumento da capacidade de vigilância e monitoramento e aumento da atratividade de transportes públicos.

No ambiente rural, os focos devem ser no uso eficiente de maquinário e dos recursos naturais e em segurança sanitária e bem-estar do animal. Já em relação à saúde, o objetivo é focar em monitoramento de pacientes, ativos e insumos e diagnóstico descentralizado.

Regras

Cada instituição poderá apresentar até três pilotos dentro de um mesmo plano voltado a cada um desses ambientes. O valor global deve ser de pelo menos R$ 2 milhões em itens financiáveis, com prazo de execução de até 24 meses. O grupo de avaliação das propostas será composto de empregados do BNDES e representantes externos com conhecimento dos temas dos projetos.

Ao fim dos processos, as instituições que forem apoiadas pelo BNDES deverão obrigatoriamente publicar a avaliação dos resultados dos projetos-piloto, informando de forma detalhada os testes realizados e o desempenho observado.

Indústria

O Banco informou que também avalia, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, o lançamento de futura chamada voltada ao ambiente industrial, contribuindo para o desenvolvimento da indústria 4.0 no país. O termo é utilizado para designar a integração de diversos tipos de tecnologias no processo produtivo. (Agência Brasil)

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Grupo Iberostar inicia reabertura de hotéis e reforça segurança sanitária

De forma escalonada, a reabertura de uma seleção de hotéis do Grupo Iberostar acontece a partir da segunda quinzena de junho garantindo protocolos de...

Portugal recebe o Selo ‘Safe Travels’ do World Travel & Tourism Council

Este selo visa reconhecer destinos que cumprem protocolos de saúde e higiene alinhados com os Protocolos de Viagens Seguras emanados pelo WTTC, ajudando, sobretudo,...

Três perguntas para Sanfo Boubakar, diretor da ClassTraining, sobre treinamento na retomada

Engenheiro químico com mais de 23 anos de experiência profissional e acadêmica, Sanfo Boubakar é marfinense naturalizado brasileiro. REDAÇÃO DO DIÁRIO Há quase 35 anos no...

Bolsa qualificação beneficia turismo de Foz do Iguaçu e preserva 4,5 mil empregos

Foz do Iguaçu vem adotando diversas medidas para preservar empregos e amenizar o impacto social provocado pela pandemia no novo coronavírus (Covid-19). Uma delas...

Os  Embaixadores do Rio e a retomada do turismo fluminense

Bayard Do Coutto Boiteux*O Rio  de Janeiro com a pandemia causada pelo Covid-19 passa o pior momento de sua história turística nas últimas décadas....

Prefeito de São Sebastião oficializa Área de Proteção Ambiental Baleia Sahy

Nesta sexta-feira (5), o prefeito do município de São Sebastião, Felipe Augusto, assinou o decreto que regulamenta o Plano de Manejo da Área de...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias