Campanhas lentas de vacinação obrigam Europa a manter restrições a viagens

A segunda cúpula da União Europeia neste ano sobre a pandemia de covid-19 terminou nesta quinta-feira (25) com uma prorrogação das restrições a todas as viagens consideradas não essenciais, tanto entre países do bloco como envolvendo passageiros provenientes de fora dele.

EL PAÍS


O ritmo lento da vacinação e o medo das novas variantes do vírus obrigam os sócios da União a restringirem as viagens transfronteiriças e estão multiplicando os atritos gerados pela desconfiança mútua. Os 27 Governos também debaterão a solicitação dos sócios meridionais, como a Espanha e a Grécia, de introduzir um “certificado de vacinação” que permita reativar as rotas turísticas. Por enquanto, Alemanha e França recusam a proposta e preferem esperar que a taxa de vacinação avance de maneira significativa antes de cogitar esse tipo de passaporte sanitário.

Desde 1º de fevereiro, a UE recomenda o isolamento das zonas com mais de 500 casos de coronavírus por 100.000 habitantes, além de medidas preventivas, como exames prévios ou quarentenas, para as áreas com mais de 150 casos por 100.000. Esses critérios levaram a importantes limitações de deslocamento dentro da UE, que os participantes da cúpula manteram.

“A situação epidemiológica continua sendo grave, e as novas variantes representam um desafio adicional”, aponta o rascunho da declaração a ser aprovada nesta quinta pelos 27 chefes de Governo que compõem o Conselho Europeu e se reunirão por videoconferência, como já ocorreu em janeiro. O texto acrescenta que “no momento é necessário que se restrinjam as viagens não essenciais” e reafirma a intenção de manter fortes restrições aos deslocamentos, paralelamente a esforços para acelerar a entrega de vacinas.

A cúpula foi convocada pelo presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, num momento delicado da epidemia na Europa, por causa da aparição de novas variantes do vírus e do escasso nível de vacinação alcançado até agora. À falta de imunização se soma o descontrole na vigilância da propagação de certas variantes que são cada vez mais dominantes e cuja presença provoca desconfiança entre os sócios comunitários. Quase toda a Europa se encontra acima do limite de 150 casos por 100.000 habitantes, e só algumas partes da Alemanha, Finlândia, Romênia e Grécia conseguiram baixar a menos de 50 casos por 100.000.

 

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redação
Redaçãohttps://diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    CNC: volume de receitas do turismo brasileiro encolheu 36,6% em 2020

    Entretanto, segundo a CNC,, a expectativa da vacinação traz a projeção de um avanço de 18,8% Com as medidas restritivas impostas nos estados brasileiros, em...

    Porto de Galinhas lança campanha de incentivo para agentes de viagens

    Nesta quinta-feira (22), Porto de Galinhas lançará uma campanha de incentivo voltada para os agentes de viagens com intuito de ajudar os profissionais do...

    Viação Executiva é alternativa para viagens privadas

    Em momentos de pandemia, poder contar com aeronaves privadas é um privilégio, especialmente se essa possibilidade vem acompanhada de uma oferta de serviço que...

    Hotéis de Floripa personalizam roteiros com foco no turismo de natureza

    Com as mudanças de hábitos e comportamento dos turistas por causa da Covid 19, os destinos turísticos precisaram se adaptar às novas tendências e...

    United Airlines tem prejuízo de US$ 1,357 bi no 1º trimestre

    A United Airlines registrou prejuízo líquido de US$ 1,357 bilhão no primeiro trimestre de 2021, em resultado melhor do que o divulgado no mesmo...

    American Airlines suspende voos para a América do Sul

    A American Airlines anunciou na segunda-feira que reduzirá voos para alguns destinos na América do Sul porque a pandemia Covid-19 diminuiu a demanda. EDIÇÃO DO...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing
    Olá.
    Esse é um canal exclusivo para Pautas e Marketing.