‘Combustível e dólar nas alturas podem frear a retomada do setor aéreo no Brasil’, alerta ABEAR

“É por isso que uma viagem internacional muitas vezes é mais barata do que um voo doméstico, considerando-se distâncias similares”, diz o presidente da Abear Eduardo Sanovicz

POR REDAÇÃO

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), o aumento no preço do querosene de aviação (QAV) pode frear a retomada do setor aéreo no país.

A entidade aponta que, como mostra a ANAC, a alta no preço do combustível no segundo trimestre deste ano foi de 91,7% se comparado ao mesmo período de 2020.

Um levantamento da ABEAR sobre o QAV revelou que o preço médio do combustível na bomba brasileira, no primeiro semestre de 2021, foi 24,6% maior do que nos EUA.

Segundo a entidade, o Brasil é o único país do mundo que tem um tributo regional sobre o QAV, o ICMS. As companhias estrangeiras, por sua vez, não pagam esse imposto para abastecer em território nacional.

- Advertisement -

“É por isso que uma viagem internacional muitas vezes é mais barata do que um voo doméstico, considerando-se distâncias similares”, diz o presidente da ABEAR Eduardo Sanovicz.

Eduardo afirma que um dos pilares da entidade é o alinhamento das regras brasileiras às melhores práticas internacionais para que haja condições de igualdade na competição global.

Os sucessivos recordes de cotação do dólar em relação ao real é outra preocupação que tira o sono do setor e que, conforme projeta a ABEAR, “pode ameaçar uma retomada mais consistente da aviação comercial brasileira”.

A alta do dólar, afirma a entidade, está pressionando os preços das passagens aéreas.

Segundo a ANAC, a tarifa média aérea doméstica real do segundo trimestre de 2021 registrou queda de 19,98% em comparação com o mesmo trimestre de 2019, período prévio aos impactos da pandemia da Covid-19.

O preço médio do bilhete foi de R$ 388,95 para R$ 486,10. No ano passado, a tarifa aérea doméstica se situou em R$ 376,29, o menor preço em 20 anos.

Apesar desse cenário desafiador, a entidade informa que houve crescimento da oferta de voos domésticos nos últimos cinco meses.

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redaçãohttps://diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    Flávia Alessandra e Otaviano Costa vão representar Hotéis Hard Rock no Brasil

    A rede de hotéis Hard Rock, desenvolvida no Brasil pela incorporadora VCI SA, terá Flávia Alessandra e Otaviano Costa como embaixadores e membros consultivos...

    Petrópolis (RJ) realiza 21º Festival Petrópolis Gourmet

    Em formato presencial, de 3 a 19 de dezembro acontecerá a 21ª edição do festival gastronômico Petrópolis Gourmet Edição DIÁRIO com agências A previsão é a...

    Turismo da Cidade do Cabo despenca com a nova variante do coronavírus Omicron

    CIDADE DO CABO, 30 DE NOVEMBRO (Reuters) - A chegada do transatlântico Europa na Cidade do Cabo nesta terça-feira (30) deveria ser uma celebração...

    Governo paulista cria Distrito Turístico Serra Azul para ser a ‘Orlando brasileira’

    "O distrito turístico tem uma capacidade impulsionadora para investimentos privados, empregos e oportunidades em toda a região”, afirmou Doria Edição DIÁRIO com agências O Governador de...

    “O setor não suporta mais a recessão que vem enfrentando”, afirma Manoel Linhares

    Em artigo, presidente da ABIH Nacional fala sobre novas restrições e diz que dificultar as viagens internacionais parece não ser a solução Por Manoel Linhares O...

    Siderley Santos, CEO do grupo Arbaitman: “Nunca vendemos tanto o destino Brasil”

    A chegada do fim do ano combinada com os avanços da vacinação e a abertura das fronteiras de destinos internacionais têm dado novo ânimo...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing