Confira respostas para as principais dúvidas sobre graduação no exterior

(Edição do DIÁRIO com agências)

Muitas dúvidas costumam surgir junto com o interesse de fazer uma graduação fora do Brasil, como formas de ingresso, documentação necessária, preços, países, idioma, entre várias outras.  Veja abaixo as respostas para as principais dúvidas sobre o assunto:

1) Que perfil preciso ter para ser aceito em um curso de graduação no exterior?

Todas as universidades exigem alguns pré-requisitos de seus candidatos. Em geral, é preciso ter um nível de proficiência na língua comprovado por testes oficiais, ter concluído o Ensino Médio e ter 17 anos ou mais. “Se o candidato já participou de atividades artísticas, esportivas, comunitárias ou empreendedoras, isso pode ser uma vantagem na hora de conquistar a vaga”, esclarece Fernanda Zocchio Semeoni, diretora da Experimento Intercâmbio.

2) Quais documentos devo providenciar?

Se você quer se candidatar a uma vaga em universidades do exterior, prepare-se para reunir todos os documentos necessários. Os principais são: cópia do passaporte, resultado do teste de proficiência no idioma e tradução juramentada do histórico escolar. As universidades podem pedir também alguns documentos adicionais como carta de intenção, comprovação de trabalho voluntário, cartas de recomendação, entre outros. Depois de enviado o material, o prazo para retorno das universidades varia de 5 a 60 dias úteis.

3)  O que posso fazer para conquistar uma bolsa de estudos?

Todos os anos, as universidades americanas disponibilizam aproximadamente 42 milhões de dólares por ano para estudantes internacionais, por meio de bolsas parciais. Podem se inscrever no programa de bolsas jovens a partir de 16 anos. “O estudante contemplado tem alimentação e acomodação garantidas, além de um desconto de até 50% do valor por ano letivo”, explica Fernanda. Os bolsistas têm total apoio da equipe americana nos trâmites de matrícula, visto e embarque.

4)  Como escolher o curso?

“O mais importante na hora de escolher o curso é obter o máximo de informações sobre as cidades onde você deseja estudar, sobre as universidades disponíveis e os programas que elas oferecem”, alerta Fernanda. Se você não está seguro ou não tem o perfil necessário para se candidatar a uma vaga, uma possibilidade é cursar os programas Pathways ou Foundation. Eles são cursos preparatórios para aprimorar habilidades na língua, incrementar o histórico escolar e preparar o candidato para os exames exigidos. Depois de concluído o curso, fica muito mais fácil dar sequência aos estudos. O programa vale para quem quer fazer graduação, pós-graduação, mestrado ou MBA.

5) O que eu cursei no exterior será válido no Brasil?

Os diplomas obtidos no exterior devem ser validados por uma universidade pública brasileira. As regras para validação são estabelecidas pelo Ministério de Educação e Cultura (MEC).

A lista com as respostas foi feita pela Experimento Intercâmbio Cultural, rede especializada em intercâmbio cultural, que realizará um webinar gratuito para quem quer tirar dúvidas em tempo real sobre o tema na próxima terça-feira (13), às 17h.

Inscrições: https://www.experimento.org.br/expert-talks

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Isolamento social gerou “pandemia de cibercrimes” diz Ministério da Justiça

Alesandro Barreto, do Laboratório de Operações Cibernéticas do Ministério da Justiça   AGÊNCIAS COM EDIÇÃO DO DIÁRIO O isolamento social provocado pela pandemia de Covid-19 aumentou o...

Mercure Salvador Rio Vermelho alinhado aos protocolos de segurança da Accor

Pode até parecer um filme de ficção científica, mas são apenas cuidados para enfrentar o Covid-19: uma atendente com protetor facial, máscara e luvas...

Morre o amigo, colega e ex-presidente da ABIH Nacional, Eraldo Alves da Cruz

Por Paulo Atzingen Generoso, amigo, e um homem que deixava muito clara sua fé, por meio de gestos, palavras e postagens no facebook. Estou falando...

Energia Solar e Eólica atingem 67% de geração de energia elétrica no mundo

As fotovoltaicas (PV) dominaram o setor como a principal nova fonte de tecnologia de geração de energia adicionada às redes de dezenas de países...

Pousada Gaia Viva aceita cães e humanos entram

Concebida para ser um verdadeiro paraíso dog friendly, a Pousada Gaia Viva é o destino perfeito para quem quer relaxar e desfrutar de excelentes...

Paul Pennicook, CEO do Curaçao Tourist Board, fala ao DT sobre a retomada

A crise provocada pela pandemia de coronavírus impactou profundamente o turismo mundial e inaugurou uma realidade inédita nos mercados de modo geral. Foram poucos...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat