Feira de Cantão, a maior da Ásia, começa nesta segunda-feira com mais de 60 mil estandes

Rodrigo Luis, sócio-diretor da Winpoint Technology *

Outubro é um dos meses mais aquecidos economicamente na China pois é quando acontece a edição de outono da Canton Fair. A 124ª edição da Feira de Cantão (Canton Fair) será realizada entre os dias 15 de outubro e 4 de novembro, em Guangzhou.
A Feira de Cantão acontece em um dos maiores centros de exposições do mundo. É uma feira multisetorial que engloba todo o tipo de produto e acontece em 4 fases. A primeira é voltada a produtos eletrônicos e produtos acabados.
Não dá para visitar todos os estandes em cinco dias. A feira é imensa e é impossível andar por toda ela. Por este motivo é imprescindível ter um direcionamento feito por uma empresa especializada.

Canton Fair

Fundada na primavera de 1957, a Canton Fair é considerada a maior feira de importação e exportação da Ásia. O complexo abrange uma área de 1,1 milhão de metros quadrados, o equivalente a mais de 100 campos de futebol. São mais de 200 mil compradores de mais de 210 países para visitar os 60 mil estandes.
A zona de exportação da Canton Fair é composta por mais de 20 mil empresas de comércio externo, fábricas, instituições de investigação científica. Além de companhias com investimento externo, único e privado. Em 2018, a expectativa é que a feira movimente mais de 30 bilhões de dólares em negócios.
Tendo participado da Feira de Cantão em diversas ocasiões desde 2005, posso dizer que essa é uma oportunidade única de encontrar, em um só lugar, inúmeras novidades em produtos de diferentes setores da indústria e fazer importantes conexões de negócios. Após quase 60 anos de desenvolvimento, a feira é hoje uma das mais importantes ferramentas para a promoção e expansão do comércio internacional chinês em todo o mundo e a participação dos brasileiros na feira já é tradicional.
A cada ano que passa milhares de empresários vêm do Brasil. E diversos países do mundo para a China na busca de novos fornecedores e parceiros para seus negócios. Pensando nos avanços econômicos entre os dois países é possível esperar que essa busca se torne ainda mais frequente.
Rodrigo Luis é sócio-diretor da Winpoint Technology e mora em Shenzhen, na China, desde 2009

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    Mais recentes

    CVC Corp anuncia saida de Claiton Armelin e chegada de novos diretores de produto

    A CVC Corp acaba de anunciar que a partir de 1º de fevereiro, a equipe de Sourcing Nacional passa a ser liderada pelos diretores...

    Secretaria de Turismo do Rio lança programa de financiamento para artesãos fluminenses

    A Secretaria de Estado de Turismo (Setur-RJ) e a Agência Estadual de Fomento (AgeRio) lançaram, nesta terça-feira (26), o ArtCred RJ - programa inédito...

    Passaporte italiano: o que muda com a saída do Reino Unido da União Europeia?

    Segundo o advogo italiano Domenico Morra, especialista em dupla cidadania, serão diversas mudanças para quem deseja viajar a turismo, trabalhar ou estudar na comunidade...

    Sheraton São Paulo realiza exame RT-PCR para COVID-19

    O Sheraton São Paulo WTC Hotel acaba de anunciar que firmou um acordo com a empresa Health Control Assistant para a realização dos exames...

    CVC Corp abre 60 vagas para público externo e interno

    A CVC Corp acaba de anunciar 60 vagas de trabalho nas áreas de Tecnologia como, analistas de qualidade de TI, desenvolvedores de sistemas e...

    Voos da África do Sul são proibidos de entrar no Brasil a partir desta terça-feira (26)

    O governo federal proibiu a entrada de voos vindos da África do Sul, após a descoberta de uma nova variante do coronavírus SARS-CoV-2, encontrada há...

    Relacionadas

    Open chat