Instituto Pernambuco-Porto: um espaço de integração em solo português 

Evento da instituição, que visa a integrar a comunidade pernambucana residente em Portugal e os cidadãos portugueses, contou com a presença do governador Paulo Câmara 

O Instituto Pernambuco-Porto inaugurou a sede da entidade, nesta quinta-feira (28). Localizado na cidade do Porto, em Portugal, foi desenvolvido para oferecer um espaço de integração entre a comunidade pernambucana residente naquele país e os portugueses que buscam conexão com o Brasil. O governador Paulo Câmara, a primeira-dama Ana Luiza, a secretária de Turismo e Lazer, Milu Megale, e outras autoridades prestigiaram o evento.

Na abertura, foi lançada a exposição “Uma viagem pelo artesanato de Pernambuco – do litoral ao sertão”, desenvolvida pela designer Carla Gama e pela arquiteta Roberta Borsoi, além da série “Danças Brasileiras Populares de Carnaval”, de Abelardo da Hora. O evento contou ainda com a apresentação do Maestro Spok.

A secretária executiva de Desenvolvimento Econômico, Ana Paula Vilaça, a secretária de Turismo e Lazer, Milu Megale, e outras autoridades prestigiaram o evento (Secom-PE)

“Tive a satisfação de participar desse evento que marcou o início do intercâmbio cultural, acadêmico e econômico promovido pelo Instituto e que, certamente, trará muitos frutos para Pernambuco. Parafraseando Fernando Pessoa: ‘Deus quer, o homem sonha, a obra nasce’. Parabéns a todos que fazem o Instituto Pernambuco-Porto! Um orgulho para todos nós”, afirmou o governador, durante solenidade de abertura.

O edifício conta com três pavimentos e 2,3 mil metros quadrados. Foi implantado em um terreno com 7,8 mil metros quadrados cedido pela Universidade do Porto, junto às Faculdades de Ciências, Arquitetura, Letras e do Centro Desportivo. A estrutura dispõe de anfiteatro, área de exposição e eventos, bibliotecas com estações de estudo individualizadas e uma sala de convenções multiuso. Para o vice-presidente do instituto, Zeferino Filho, a instalação da sede física é um sonho de 24 anos que se tornou realidade.

“Ter um pedacinho de Pernambuco na Europa, em terras lusitanas, nos faz aproximar ainda mais de um dos nossos principais mercados emissores de turistas, Portugal, que conta com ligação direta via TAP. Com isso, nossa expectativa é poder evidenciar ainda mais a nossa identidade cultural e semelhanças”, considera Milu Megale.

Confira algumas imagens:

SOBRE O INSTITUTO – Criado em 1996, o Instituto Pernambuco-Porto é uma associação sem fins lucrativos constituída pela Universidade do Porto, Câmara Municipal do Porto, Universidade de Pernambuco e Universidade Federal de Pernambuco, juntamente com os empresários Zeferino Ferreira da Costa e Artur da Silva Valente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial