Maitena Ezkutari do Turismo de Navarra (Espanha): “300 milhões de pessoas praticam o turismo religioso no mundo”

por Amadeu Castanho – especial para o DIÁRIO DO TURISMO*


Qual é a importância do turismo religioso na Espanha, um dos países mais visitados de todo o mundo? Em 2019, último ano antes da pandemia, a Espanha recebeu nada menos que 83,7 milhões de turistas estrangeiros, que deixaram 92,2 bilhões de euros na economia local.

Para obter resposta para essa e outras perguntas, aproveitando a realização do XVI Congresso Internacional de Turismo religioso e Sustentável em Pamplona, conversamos com Maitena Ezkutari Artieda, diretora geral de Turismo, Comércio e Consumo de Navarra, comunidade autônoma que fica na região Norte da Espanha.

DIÁRIO – Quantos visitantes Navarra recebe por ano em consequência do turismo religioso?

Maitena Ezkutari Artieda – Os principais recursos religiosos de Navarra, como a Catedral de Pamplona, ​​o Mosteiro de Leyre, o Castelo de Javier, a Igreja Colegiada de Roncesvalles, o Mosteiro de Iranzu, San Miguel de Aralar, o Mosteiro de Fitero e outras igrejas e monumentos religiosos localizados no Caminho de Santiago, receberam em 2019 a visita de mais de 555.000 pessoas.

- Advertisement -

Da mesma forma, o programa de abertura de igrejas e monumentos jacobeus, desenvolvido entre 2009 e 2019, atraiu mais de 520.000 visitantes nos últimos 10 anos.

O Caminho de Santiago, ao passar por Navarra, atrai anualmente cerca de 70.000 peregrinos. Destes, 53% o fazem por motivos religiosos ou espirituais.

A Direção Geral de Turismo, Comércio e Consumo tem promovido o Caminho Inaciano nos últimos anos, que registra cerca de 400 peregrinos por ano e muitas entidades locais na Ribera de Navarra estão promovendo a reativação do Caminho de la Vera Cruz e o Caminho dos Templários, que se celebrará no próximo ano jubilar de 2024. Para desenvolver também este Caminho, mantêm-se relações com Murcia.

Estima-se que 300 milhões de pessoas praticam o turismo religioso anualmente em todo o mundo, de acordo com dados da Organização Mundial de Turismo. De acordo com dados da Conferência Episcopal Espanhola, cerca de 17 milhões de visitantes por ano vão a alguns dos 12.300 santuários e ermidas da Espanha.

Atualmente, o número de visitantes foi reduzido em Navarra, como no resto do mundo: o Mosteiro de Irantzu recebia cerca de 100.000 visitantes por ano antes da pandemia de 2019 e, com a Covid 19, cerca de 35.000 visitantes foram recebidos em 2020.

Outros pontos de reconhecimento e demanda universal em outros mercados (EUA, Japão, Índia, China) são Castillo de Javier (uma importante afluência de japoneses), Roncesvalles (coreanos), o Caminho Inaciano (latino-americanos), eles estão se juntando a diferentes segmentos de turismo religioso.

Rosário de Cristal, na catedral de Zaragoza (Crédito: divulgação)

DIÁRIO – Qual é o impacto econômico do turismo religioso em Navarra?

Maitena Ezkutari Artieda – A título de exemplo, o impacto econômico direto do Caminho de Santiago foi estimado para o ano de 2018 em 17,3 milhões de euros, com cerca de 70.000 peregrinos cujo gasto médio diário é reduzido, pois freqüentam albergues baratos e comem muitas vezes sem parar em restaurantes, os dados são € 37 por dia em média.

Mas o impacto econômico é muito maior, embora não tenha sido especificamente estudado nos restantes marcos religiosos que se distribuem por Navarra, que são visitados por mais de 555.000 pessoas por ano, e estimamos que o perfil do visitante religioso é diferente do perfil do peregrino, pois o gasto médio é muito maior.

Além deste percurso, eles são de grande importância, embora o impacto econômico do Caminho Inaciano, as peregrinações ao Castelo Javier, a Cruz de Caravaca ou mesmo as procissões religiosas de San Fermín não sejam monitorados ou registrados.

DIÁRIO – Quais são as principais origens dos turistas que procuram destinos de turismo religioso em Navarra?

Maitena Ezkutari Artieda – As pessoas que visitam os principais recursos religiosos de Navarra vêm principalmente da Espanha; Madri, Catalunha, Valência, Navarra propriamente dita, País Basco e Andaluzia.

Internacionalmente, as fontes mais comuns são França, Alemanha, Itália, Reino Unido e Holanda, embora isso geralmente varie de acordo com o recurso turístico.

Por recursos existem diferenças: no Mosteiro de Leyre, na alta temporada, 70% é de origem nacional e 30% de origem internacional, porém, na baixa temporada, a porcentagem de visitantes internacionais chega a 49%, principalmente da França, Alemanha e Reino Unido.

No Castelo de Javier, 87% das origens são de origem nacional e 13% de origem internacional. Cerca de 5.000 pessoas vêm todos os anos para orar na Capilla del Cristo.

No Mosteiro de Iranzu, que recebe cerca de 100.000 visitantes por ano, 90% são de origem nacional e 10% de origem internacional, principalmente da França e da Bélgica.

O programa de abertura de igrejas e monumentos promovido pela DGTCC atraiu 63% dos visitantes de origem nacional e 37% dos visitantes de origem internacional. França e Itália foram os países com mais visitantes e Catalunha e Madri foram os locais de maior destaque no estado.

Outra aproximação podem ser os dados dos peregrinos cadastrados no Abrigo Roncesvalles. Em 2019, 27% vieram da Espanha, 73% internacionais, 12% da França, 8% dos Estados Unidos, Coréia e Itália, 6% da Alemanha. Ao todo, foram mais de 130 países diferentes.

Também temos dados da Catedral de Pamplona, que refletem que em 2019 os visitantes de origem internacional vieram principalmente da França, Alemanha, Itália e Holanda, com um forte aumento de visitantes da Coreia do Sul e dos Estados Unidos. Enquanto, entre os espanhóis, os que mais compareceram foram da Comunidade de Madri, bem como de Valência, Catalunha e Navarra

Monastério de Fitero, em Navarra (Crédito: governo de Navarra)

DIÁRIO – Quantos turistas em média Navarra recebe anualmente em anos normais?

Maitena Ezkutari Artieda – Em 2019, foram recebidos em Navarra 1.478.320 turistas que fizeram 3.276.933 pernoites em alojamentos regulados. 2019 foi o ano recorde de turistas e dormidas.

DIÁRIO – Qual é o impacto econômico gerado pelo turismo em geral em Navarra?

Maitena Ezkutari Artieda – Os dados da conta satélite do turismo de 2014 mostram que o turismo contribuiu com 5,4% do PIB de Navarra, 979,8 milhões de euros. Estes valores, até 2019, têm aumentado face ao número de turistas e pernoites registados, que apenas nas despesas turísticas diretas de turistas e caminhantes, tanto nacionais como internacionais, chegaram a 990,8 milhões de euros em 2019.

DIÁRIO – Quais são os principais destinos do turismo religioso em Navarra?

Maitena Ezkutari Artieda – O Caminho de Santiago é o principal destino religioso consolidado e o Caminho Inaciano está crescendo ano após ano, assim como o Caminho de Veracruz, que está na criação-iniciação do produto.

Como principais marcos, Pamplona com a sua Catedral, destaque com a Colegiada de Roncesvalles, os Mosteiros de Leire e Iranzu, o Castelo Javier, e ao sul, com o Mosteiro Fitero e a Catedral de Tudela.

Além disso, pela sua importância, devemos citar como marcos as igrejas de Eunate, Estella, Los Arcos, Viana, Sangüesa.


Amadeu Castanho é jornalista, trabalhou em publicações de renome no Brasil e no Exterior e se especializou na cobertura de nichos do mercado de turismo, como o religioso, o de luxo, o de incentivo e o corporativo. Edita a revista eletrônica Viagens de Fé (www.viagensdefe.com.br), única publicação brasileira focada em viagens religiosas, destinos religiosos, romarias e peregrinações. Amadeu é diretor da Keris Comunicação Editorial, especializada em publicações eletrônicas segmentadas e geração de conteúdo. Tem cursos de especialização em Hotelaria, Marketing e Publicidade, entre outros, tendo atuado como profissional e como consultor nessas três áreas. É palestrante em sua especialidade, turismo religioso.

Compartilhe com um amigo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias para a sua viagem!


    Mais lidas

    Site do Editor

    O jornal dos melhores leitores

    Mais recentes

    O surgimento do novo turista: o viajante consciente

    O impacto da pandemia e do trabalho remoto deve transformar o turismo. Mais calmos e conscientes, conheça o novo perfil dos viajantes. Por Cláudio Leon...

    Brasil é o 3º país que mais usa redes sociais no mundo (veja os infográficos!)

    O Brasil é o 3º país que mais usa redes sociais no mundo, com uma média de 3 horas e 42 minutos por dia....

    Roberto Bertino, CEO do grupo Nobile: “A hotelaria vive uma mutação”

    Fundador e presidente do grupo Nobile Hotels & Resorts, Roberto Bertino fala ao DIÁRIO sobre o início da sua jornada na hotelaria, aponta os...

    Embora remota, erupção de vulcão nas Ilhas Canárias, pode causar tsunami no Brasil

    O vulcão Cumbre Vieja, em La Palma - ilha que compõe o conjunto das Ilhas Canárias espanholas entrou em erupção na tarde deste domingo...

    Feira EBS 2021 confirma edição presencial e abre credenciamento

    Evento abre o calendário oficial do mercado de eventos corporativos com exposição, rodadas de negócio e congresso, nos dias 27 e 28 de outubro,...

    Quer ir para a Irlanda? Escola oferece bolsas de estudo para celebrar a reabertura

    SEDA College está oferecendo descontos de 20% para brasileiros que querem estudar em Dublin, capital da Irlanda EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências Os maus ventos parecem...

    Relacionadas

    Compartilhe com um amigo:
    Pautas e Marketing