Correspondente do DIÁRIO na Itália: decretado quarentena na Toscana por conta do Coronavírus   

Uma ordem foi assinada na noite desta quarta-feira (11) pelo presidente da região da Toscana, informa Eduardo Andreassi, o colaborador do DIÁRIO DO TURISMO. A ordem diz respeito – entre outras coisas – à quarentena fiduciária e obrigatória para quem chega (ou nos últimos catorze dias chegou) da Lombardia e das outras quatorze províncias declaradas como zona vermelha, ou seja, Modena, Parma, Piacenza, Reggio Emilia, Rimini, Pesaro Urbino, Alexandria, Asti, Novara, Verbano Cusio Ossola, Vercelli, Pádua, Treviso e Veneza.

 de ROMA – POR Eduardo Andreassi (Colaborador do DIÁRIO)


“Para quem entra na Toscana – diz a portaria – ou a entrou nos últimos catorze dias, depois de ter permanecido em áreas de risco epidemiológico, identificadas pela Organização Mundial da Saúde, ou nas regiões e províncias das quais art. 1º do Decreto Ministerial de 8 de março de 2020 ou àqueles que possam ser identificados com medidas subsequentes em nível nacional, é obrigatório proceder com isolamento fiduciário voluntário a partir do dia da última exposição, comunicando essa circunstância, especialmente na presença de sintomas, se residente ou domiciliado na Toscana, ao clínico geral ou pediatra de livre escolha “. Caso contrário, você pode ligar para o número exclusivo da autoridade sanitária local de referência: Toscana Centro 055/5454777, Toscana Nord Ovest 050/954444, Toscana Sud Est 800579579. 

As informações serão enviadas aos serviços públicos de higiene dos departamentos de prevenção territorialmente competentes, que tomarão as medidas necessárias para a vigilância sanitária e o isolamento fiduciário. Eles entrarão em contato com as pessoas para obter mais informações e também determinar a duração do isolamento. 

Pessoas em confinamento solitário não podem ter contato com outras pessoas. São proibidas de se deslocar ou participar de viagens, são obrigadas a permanecer acessíveis para vigilância, devendo evitar contatos próximos e, portanto, usar uma máscara cirúrgica que convivem com outras pessoas, além de observar escrupulosamente medidas de higiene comuns, como lavagem frequente das mãos, uso de lenços descartáveis, limpeza e desinfecção frequentes das superfícies e ventilação da sala. 

Enquanto isso, os primeiros detalhes do novo ato, que transpõe as disposições nacionais, também chegam da presidência da Região. Além da quarentena para aqueles que chegam das áreas vermelhas, existem:

– encerramento de museus e institutos culturais

– paragem em conferências, reuniões, reuniões e eventos sociais em que estão envolvidos profissionais de saúde ou responsáveis ​​pela prestação de serviços públicos essenciais, bem como qualquer outra atividade de convenção ou congresso – Suspenso, sob pena de sanções e suspensão de atividade , eventos, shows e eventos, incluindo cinemas e teatros, atividades de bares e discotecas , escolas de dança e galerias de arte.

– Para bares e restaurantes , as atividades só podem ser realizadas com a obrigação do operador de cumprir a distância de segurança de pelo menos um metro, enquanto que para outras atividades comerciais, recomenda-se limitar o acesso, sempre em conformidade a distância interpessoal de segurança de um metro.

– Esportes: eventos públicos e competições são suspensos, aqueles a portas fechadas, incluindo treinamento competitivo, mas sob a supervisão da equipe médica para verificar o cumprimento das regras para reduzir o risco de contágio e respeitar a distância de segurança pelo menos um metro; 

– Escola e universidade : suspensão de todos os serviços educacionais e atividades didáticas e de treinamento confirmadas, sem prejuízo da possibilidade de realização de atividades remotas (também em universidades e instituições de ensino superior), reiterou a parada para viagens e intercâmbios de ensino , passeios e visitas guiadas; Cursos de especialização e treinamento em medicina e estágios em profissões da área da saúde estão excluídos da proibição. 

– Hospitais, RSA, atendimento de longa duração : é proibido acompanhante nas salas de espera da sala de emergência (a menos que seja especificamente indicado pela equipe). O acesso de familiares e visitantes às instalações de hospitalidade e assistência de longa duração, hospício, reabilitação e estruturas residenciais para idosos e auto-suficiente, limita-se aos casos indicados pela gerência de saúde da estrutura, que é necessária para tomar as medidas necessárias para prevenir possíveis transmissões de infecção.  

– Trabalho : o trabalho ágil pode ser aplicado pelos empregadores durante a emergência, mesmo na ausência de acordos individuais exigidos por lei; sempre que possível, recomenda-se aos empregadores que incentivem o uso de períodos de férias ou feriados comuns. 

– Locais de culto, missas, cerimônias, funerais : a abertura de locais de culto é permitida somente com a adoção de medidas para evitar reuniões e respeitando a distância interpessoal de pelo menos um metro; cerimônias civis e religiosas são suspensas, incluindo funerais. 

Recomendações para todos os cidadãos

As recomendações para reduzir a exposição e a transmissão da possível doença são semelhantes às da síndrome da influenza: dez comportamentos a seguir

lavagem das mãos

proteção espirros

o que fazer na presença de sintomas

cuidado com o meio ambiente

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial