Espanha aposta na recuperação do turismo na primavera após ômicron

A Espanha espera que o turismo se recupere na primavera após a desaceleração causada pela variante Omicron do COVID-19 e que o número total de visitantes este ano alcance dois terços dos níveis recordes de 2019 informou um comunicado do governo, nesta quinta-feira (20).

REUTERS com edição do DT


“As expectativas para 2022 são boas”, disse o secretário de Turismo, Fernando Valdes, durante o congresso de turismo Fitur de Madri. “O que temos é um grande desejo de viajar”, disse ele.

A Espanha foi o segundo país mais visitado do mundo em 2019, com um recorde de 80 milhões de turistas visitando o país um ano antes da pandemia, segundo dados oficiais.

O turismo atingiu apenas um terço desse número em 2021, já que os bloqueios e as restrições de viagem impediram uma recuperação significativa, embora ainda tenha sido cerca de 55% maior do que em 2020.

O aumento dos níveis de vacinação e menos restrições de viagem permitiram que as viagens internacionais ao país acelerassem no último trimestre de 2021 para 64% de seus níveis pré-pandêmicos, embora a rápida disseminação da variante Omicron colocasse os freios na recuperação novamente.

“Nossa grande expectativa é a semana de Páscoa. Isso nos dará uma prévia de como será o resto do ano”, disse Valdes.

A região sul da Andaluzia está se preparando para celebrar a semana de Páscoa em abril com suas procissões mundialmente famosas após dois anos de festividades canceladas em toda a Espanha, com outras regiões esperando retomar suas próprias festas, como o festival de touros de San Fermin em Pamplona.

Grandes redes hoteleiras espanholas, como a Meliá, informam que as reservas estão em alta e as autoridades turísticas estão prevendo um aumento nas viagens de países europeus como Grã-Bretanha, Alemanha, Holanda e França durante a primavera e o verão.

Embora a Organização Mundial do Turismo (OMT) tenha dito esta semana que uma recuperação completa das viagens globais não era esperada antes de 2024, seu secretário-geral Zurab Pololikashvili disse à Reuters que estava “muito otimista” com os próximos meses.

“A primavera será muito importante para ter uma imagem mais clara, mas acho que o verão será muito melhor”, disse ele.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial