Pesquisa de vendas da Abracorp revela crescimento de 11,9% no 2º trimestre

Das agências com edição do DT

Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas divulga relatório consolidado das vendas das TMCs associadas, referentes ao 2º trimestre de 1018, na comparação com o mesmo período de 2017. Movimentação foi processada, medida e apurada pelo BI- Inteligência de Dados Abracorp, que confere ao documento elevado grau de precisão e confiabilidade. No cômputo geral, verificou-se um crescimento de 11,9% nos valores de vendas, em reais, considerando os 16 itens avaliados. O volume saltou de R$ 2.228.779.250 para R$ 2.495.870.814.

Entre os destaques, a hotelaria. O segmento nacional cresceu 20,8% (de R$ 340.277.133 para R$ 411.124.205), na comparação entre os trimestres. Já o internacional evoluiu 23,1% (de R$ 77.917.929 para R$ 95.934.913). O aéreo nacional subiu 1,8% (de R$ 837.678.492 para R$ 852.742.440). E o internacional alcançou 9,0% (de R$ 687.777.127 para R$ 749.887.870).

Enquanto a locação nacional teve crescimento de 13,5% (de R$ 32.974.181 para R$ 37.440.832), a internacional despencou 32,5% (caiu de R$ 4.453.636 para R$ 3.002.886). Discrepância parecida se deu no segmento de transfer. O nacional cresceu 117,7% (de R$ 2.952.215 para R$ 6.428.873). Já o internacional recuou 59,6% (de R$ 2.971.065 para R$ 1.198.337). Outro resultado expressivo foi do seguro viagem nacional, que cresceu 554,4% – saltou de R$ 1.348.952 para R$ 8.628.639. Mas o internacional caiu 9,0% (de R$ 997.772 para 907.362).

Cruzeiros marítimos em alta. O segmento nacional cresceu 487,1% (de R$ 304.713 para R$ 1.789.065); enquanto o internacional avançou 96,6% (de R$ 106.818 para 210.071). O segmento de pacotes nacional subiu 52,9% (de R$ 14.226.911 para R$ 21.755.724). No internacional, crescimento ficou em 9,8% (de R$ 2.895.363 para R$ 3.180.156). O conjunto dos chamados ‘demais serviços’, no plano nacional, avançou 33,9% (de R$ 179.825.126). Já no internacional, caiu 4,4% (de R$ 15.685.906 para R$ 14.984.949).

Outros recortes

No segmento aéreo nacional, destaque para o resultado de vendas da Azul e Gol (cresceram, respectivamente, 12,1% e 5,7%, na comparação dos trimestres). No aéreo internacional, a Avianca cresceu 23,8%; a American Airlines evoluiu 15,3%; a Gol 13,7% e a LATAM 0,6%.

Na hotelaria nacional, a Accor cresceu 27.5%; a Atlantica 22,7%; a Blue Tree Hotels 41,1% e Grand Hyatt 59,7% em volume de vendas. A tarifa média mais baixa é do BHG (R$ 196) e a mais alta do Grand Hyatt (R$ 481). O índice médio Abracorp ficou em R$ 225.

Na locação nacional, liderança da Localiza na comparação dos trimestres: subiu 38,1% em vendas. Já a Movida sofreu retração de 17.7%.

A partir do dia 1º de outubro os dados detalhados estarão disponíveis na página Estatísticas do website www.abracorp.org.br

Segue link WeTransfer para download do PDF: https://we.tl/t-lnKiWOJS4J

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

O fim da crise e o novo normal. Mas nem tão novo assim. (LEIA ou OUÇA!)

por Otávio Novo* No turismo , ou em qualquer atividade, a gestão de riscos e crises se apresenta como uma organização ampla e contínua, com...

Rede Blue Tree oficializa sua cooperação com profissionais da Saúde

A rede Blue Tree Hotels oficializou nesta quinta-feira (9) sua participação na guerra contra o coronavírus e abre seus hotéis no Brasil para receber...

Costa Cruzeiros amplia a pausa voluntária de cruzeiros até 30 de maio

A Costa Cruzeiros amplia a pausa voluntária de seus cruzeiros até o dia 30 de maio. Devido à prolongada situação de emergência ligada à...

Novotel Itu apoia órgão de Saúde e assistenciais do município de Itu (SP)

Na manhã da última quarta-feira (8) o Novotel Itu Golf & Resort localizado em Itu, realizou um café da manhã especial para profissionais de...

15 filmes relacionados ao tempo para ver na quarentena

Diante da pandemia do novo coronavírus, o isolamento social já é realidade de muitos países, inclusive do Brasil. Para lidar com esta situação, é...

Palavra da Presidente do GCVB: Pleitos da hotelaria em defesa do setor de turismo em Guarujá

Em razão do novo coronavírus (Covid-19), por determinação do Governo do Estado de São Paulo, o período de quarentena foi prorrogado até o próximo...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias