Rio terá praias liberadas para lazer quando houver vacina da Covid-19, diz prefeito

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O banho de sol nas areias das praias do Rio de Janeiro só deve ser liberado quando houver uma vacina disponível para a Covid-19, afirmou nesta quinta-feira o prefeito Marcelo Crivella, apesar de muitos cariocas e turistas desrespeitarem diariamente a proibição.

O conselho científico criado pela prefeitura para o enfrentamento à Covid-19 discutiu nesta semana a possibilidade de liberar o lazer nas praias, mas, segundo o prefeito, a decisão foi de manter a proibição até a chegada de uma vacina contra a doença respiratória provocada pelo novo coronavírus.

“Onde não se pode usar máscara a tendência é só retornar quando tiver vacina, que está sendo testada, ou quando a contaminação estiver próxima a zero. Na praia não se usa máscara, e o nível de infecção aumenta”, disse Crivella a jornalistas.

“Imagina milhares de pessoas na praia sem máscara do Leme ao Pontal, poderia colocar em risco tudo feito até agora”, acrescentou.

Atualmente a faixa de areia está liberada para atividades físicas individuais, e os esportes aquáticos também estão autorizados no litoral carioca.

Mesmo assim, o que se vê diariamente na orla do Rio é um constante desrespeito às regras e pouca fiscalização por parte das autoridades.

Na semana passada, a cidade autorizou a reabertura de bares e restaurantes em uma nova etapa da flexibilização das medidas contra o coronavírus, e o que se viu foram aglomerações nesses lugares, apesar das regras determinando limitação de capacidade e medidas de higiene. [nL1N2E91KT]

Crivella também anunciou nesta quinta-feira que recuou da ideia de autorizar a presença de público em estádios de futebol a partir do fim de semana. A liberação havia recebido muitas críticas, à medida que mesmo em países europeus que já passaram pelo pior da epidemia os jogo de futebol continuam a ser realizados sem a presença de torcedores.

O Rio de Janeiro é o terceiro Estado do país com mais casos de Covid-19, com 126.329 infecções confirmadas, e o segundo com mais óbitos, com quase 11 mil mortos, atrás apenas de São Paulo.

Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Prefeitura de Salvador dá 40% de desconto do IPTU para hotéis até 2023

Diante da crise provocada pela pandemia, o prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou, nesta quinta-feira (6), medidas tributárias e fiscais de incentivo à economia,...

ABEOC faz nota de repúdio e exige de governos data de retorno dos eventos

A presidente da Associação Brasileira de Empresas de Eventos - ABEOC - Fátima Thereza Facuri Leirinha, acaba de divulgar uma nota de repúdio à...

Hplus Hotelaria anuncia retomada de suas atividades em Brasília

A Hplus Hotelaria já obteve o selo de Turismo Responsável e  posiciona-se como referência em hospedagem segura e confiável em meio à pandemia EDIÇÃO DO...

Campanha tenta impedir fechamento do restaurante Itamarati, no centro de São Paulo

Desde 1940, advogados, juízes, políticos e diversas autoridades apreciam o bolinho de bacalhau e a empada do Itamarati, restaurante em frente à Faculdade de...

Webinar denuncia: “golfinhos criados em cativeiro vivem menos”

O biólogo e professor do Instituto de Biociências da Unesp, Mario Rollo apresentou na noite desta quarta-feira (5) o Webinar: “Atrações com golfinhos e a...

Embraer tem prejuízo de R$ 1,68 bilhão no segundo trimestre

A fabricante de aeronaves Embraer encerrou o segundo trimestre com prejuízo líquido atribuído aos sócios da controladora de R$ 1,68 bilhão, comparável a lucro...

Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat