Remessa de Recursos ao Exterior por agências e operadoras (2)

A “novela” dos 6,38% continua…

Por Marcelo Vianna*

Foi mais uma vez postergada a publicação da medida provisória para implementação da alíquota de 6,38% para o IRRF sobre remessas ao exterior por agências e operadoras de turismo. Portanto, está valendo por ora a alíquota de 25%, que onera na prática em 33% tais operadores.

A “novela” começou quando o Governo decidiu não renovar a isenção do tributo (Lei 12.810/2012) válida até 31.12.2015, sendo que, após reunir-se com representantes do trade no início de dezembro do ano passado, foi alcançado um acordo para implementação por medida provisória da alíquota de 6,38%, equivalente àquela aplicada sobre operações de cartão de crédito.

Embora inicialmente questionado pelo atual Ministro da Fazenda Nelson Barbosa e pela presidente Dilma, os termos do acordo (acertado com o então Ministro Joaquim Levy) foram mantidos e a medida provisória responsável por sua implementação deveria ser, a princípio, publicada em 11.01.2015, o que não ocorreu. Após nova reunião com representantes do trade, o Secretário Executivo do Ministério da Fazenda, Dyogo Henriques Oliveira, havia garantido que a publicação seria em 19.01.2016, o que novamente não aconteceu…

A indefinição acerca do assunto, por razões óbvias, gera enorme apreensão e insegurança em todo o mercado, especialmente para as agências e operadoras que tem recursos pendentes de remessa ao exterior

A indefinição acerca do assunto, por razões óbvias, gera enorme apreensão e insegurança em todo o mercado, especialmente para as agências e operadoras que tem recursos pendentes de remessa ao exterior e cujo receptivo local não aceita mais aguardar pelo pagamento do serviço.

Da forma como está conduzindo a questão, o Governo parece querer dar o “golpe de misericórdia” nas operadoras e agências, inviabilizando de vez a já complicada operação de pacotes internacionais em meio à crise atual.

Marcelo_Vianna_09_15*Marcelo Soares Vianna é mestre em direito, advogado atuante no setor do turismo, sócio do escritório VIANNA & OLIVEIRA FRANCO ADVOGADOS (www.veof.com.br) e responsável técnico pelo conteúdo da coluna “Direito e Turismo” do Diário do Turismo. Para eventuais considerações acerca do conteúdo enviado, está à disposição pelo endereço: marcelo@veof.com.br

 

 

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Ronaldo Albertino, da Hotel Care, faz prognósticos do setor: “a regra vai ser fechar as contas no zero a zero”

Quando iremos retomar a normalidade da atividade econômica, em especial as atividades hoteleiras? por Paulo Atzingen*Uma recente enquete do Bradesco BBI (Banco de Investimento da...

Decidido: ABIH-SC transfere 33ª edição do Encatho & Exprotel para agosto de 2021

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina ABIH-SC, informou na tarde desta terça-feira sua decisão de transferir a 33ª edição do...

Jornalista: um escritor que navega pelas correntezas do verossímil

Por Paulo Stucchi*Recordo-me de um professor – daqueles que marcam a vida da gente numa época em que queremos abraçar o mundo, mas não...

Vila Galé apoia MP 936/2020 que preserva empregos e renda de colaboradores

Em comunicado emitido na manhã desta terça-feira (7), o grupo português Vila Galé congratula-se com as primeiras medidas aprovadas pelo Governo Federal brasileiro de...

Cabe negociação coletiva se houver suspensão contratual durante pandemia

As empresas deverão notificar os sindicatos da intenção de suspender temporariamente contratos e de realizar corte salarial. É o que determina o ministro Ricardo Lewandowski, do...

Obras no Largo do Boticário do JO&JOE são iniciadas

As obras de revitalização e transformação das cinco casas que constituem o histórico Largo do Boticário, no Cosme Velho, zona Sul do Rio de...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias