RIOgaleão prepara operação especial para despedida dos atletas paralímpicos

Cerca de 850 pessoas em cadeiras de rodas devem passar pelo Aeroporto Internacional Tom Jobim. Passageiros de voos internacionais poderão conferir diversas atrações

Edição do DIÁRIO com agências

O RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim deverá receber até 62 mil passageiros, sendo mais de 4.500 integrantes da Família Paralímpica, nesta segunda-feira (19), um dia depois do encerramento da Paralimpíada do Rio de Janeiro. O movimento previsto é 50% maior do que em dias normais e se assemelha a uma sexta-feira, véspera de carnaval. Estão previstos 350 voos, sendo oito deles charters (não regulares no aeroporto). A complexidade da operação se dá, principalmente, em função do grande número de atletas e passageiros em cadeiras de rodas. A previsão é que cerca de 850 pessoas em cadeiras de rodas embarquem no aeroporto, onde em um dia normal passam cerca de 85, ou seja, um volume dez vezes maior que o usual.

A concessionária Riogaleão e as companhias aéreas criaram uma operação especial para este dia. Os balcões de check-in serão abertos cinco horas antes dos voos para que o embarque seja tranquilo e diluído ao longo do dia.

A Vila dos Atletas receberá novamente um mini aeroporto, que fará o check-in antecipado dos atletas entre os dias 18 e 20 de setembro, como ocorreu nas Olimpíadas. A expectativa é de adesão de mais de 70% dos viajantes hospedados no local. Com o check-in remoto, o atleta consegue emitir o cartão de embarque e despachar sua bagagem, que será transportada em caminhões lacrados até o pátio do RIOgaleão, quando serão inspecionadas e seguirão para a aeronave. Com isso, os atletas chegarão ao aeroporto e irão direto para o raio-x. Assim como na Olimpíada, para verificar essas bagagens no aeroporto, foram alugados três equipamentos de raio-x, totalizando oito deles que ficarão totalmente dedicados a este processo realizado pelas companhias aéreas.

Acesso exclusivo

Além dessas ações especiais para o check-in dos passageiros, 12 balcões da Polícia Federal serão disponibilizados no nível superior do embarque, para que os atletas em cadeiras de rodas possam seguir sem necessidade de uso de deslocamento vertical por um acesso exclusivo e expresso.

 

 

Paulo Atzingen
Paulo Atzingenhttps://www.diariodoturismo.com.br
Paulo Atzingen é paulista e jornalista profissional (DRT-185 PA) desde o ano 2000; cursou Letras e Artes e Comunicação Social na Universidade Federal do Pará (UFPA), É poeta, contista e cronista. Estuda gaita (harmônica).

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Associação Brasileira de Enologia faz nota de repúdio à coluna de Hélio Shwartsman

Uma nota assinada pelo presidente da Associação Brasileira de Enologia,  Daniel Salvador e pelo presidente da Organização Internacional do Vinho e do Vinho, Regina...

Mal conservado e em dificuldades financeiras Fundo Financeiro requer falência da Braston Hotéis

O Summit Fundo de Investimento em Direitos Creditórios - Vara/Comarca: 1a Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo/SP requereu na última semana...

Booking.com apresenta as tendências de viagens pós pandemia (ou enquanto ela não acabar)

Sonhos para as próximas viagens, novos valores para a vida de viajante, cuidados que serão tomados a partir de agora e a importância em...

Maria Fumaça para Morretes volta a funcionar em novembro

Conhecida dos curitibanos por circular na cidade durante o período que antecede o Natal, a Maria Fumaça despertou o carinho do público e se...

Companhias aéreas enfrentam teste de sobrevivência com demora em retomada

A segunda onda de covid-19 atrasa a recuperação das viagens aéreas, o que torna o inverno no hemisfério norte um teste de sobrevivência para...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat