Emirates espalha mensagem contra comércio ilegal de animais selvagens ao redor do mundo

(Edição do DT com agências)

Emirates Airline aderiu à missão de aumentar a conscientização sobre a ameaça que o comércio ilegal de animais selvagens representa para a sobrevivência de alguns dos mais ameaçados e icônicos do planeta.

A companhia inaugurou no fim do mês passado seu quinto A380 envelopado especialmente em apoio ao United for Wildlife – uma aliança entre sete influentes organizações de conservação do mundo – e da Royal Foundation, do Duque e da Duquesa de Cambridge e do príncipe Harry.

Esta última aeronave A380 da Emirates “United for Wildlife” foi apresentada no local de origem, na rota que conduz ao aeroporto de Heathrow, em Londres – ponto com alta visibilidade, que alcança milhões de passageiros internacionais anualmente.

Um dos maiores modelos de aeronave conhecidos no mundo, o A380 da Emirates da rota do aeroporto Heathrow foi construído numa escala exata de 1:3 de uma aeronave A380 regular. Pesando mais de 45 toneladas, o modelo é do mesmo tamanho que um Boeing 737.

Desde novembro, as quatro aeronaves A380 envelopadas com a temática “United for Wildlife” já voaram mais de 4,2 milhões de quilômetros em mais de 800 voos, passando por 34 cidades em cinco continentes.

O interesse, compartilhamento e discussão gerados nas mídias sociais como resultado têm ajudado a espalhar a conscientização sobre a questão, encorajando os consumidores a recusar produtos feitos a partir de espécies ameaçadas de extinção.

“O comércio ilegal de animais selvagens tem levado muitos dos animais mais majestosos do planeta à beira da extinção. É impensável que, a partir desta geração, possa não haver mais rinocerontes, elefantes e tigres na natureza. A necessidade de uma ação é urgente e tanto o lado da procura como o da oferta do comércio devem ser enfrentados”, afirmou Tim Clark, presidente da Emirates Airline.

No início do ano, como membro do grupo de Transportes da United for Wildlife, Tim Clark assinou a Declaração de Buckingham Palace em nome da Emirates. A declaração, desenvolvida por representantes de toda a indústria de transportes, define ações-chave para fortalecer as defesas contra o tráfico, removendo a vulnerabilidade no transporte e na alfândega, onde os criminosos atuam.

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

Dia Mundial do Turismo dialoga com inovação – por Alexandre Sampaio*

No faturamento do mês de julho, o turismo nacional teve um prejuízo de 50,3% quando comparado ao ano passado. Além disso, ao todo, tivemos...

Veja quais brasileiros podem entrar na França e em quais condições

A entrada no território francês é permitida mediante o resultado negativo do teste PCR de coronavírus Por REDAÇÃO No dia 17 de março a União Européia...

Hotel Ritta Höppner, de Gramado, completa 62 anos

O Hotel Ritta Höppner completou 62 anos de atividades na última quinta-feira (25). Como já anunciado pelo DIÁRIO o hotel está entre os mais...

Reabertura de igrejas impulsiona retomada do turismo religioso no Brasil

 “O Turismo Religioso sempre foi um forte segmento no Brasil. Com igrejas e templos reabrindo, o setor do turismo ganha mais força, assim como...

Conheça alguns dos destinos mais celebrados da Jamaica pelos viajantes

A ilha oferece escapadas em ambientes projetados para promover o distanciamento físico Por DIÁRIO com Agências De acordo com os resultados de uma pesquisa da TripAdvisor,...

Artigo: O que comemorar no Dia Mundial do Turismo

"O momento é grave para o setor de turismo e hospitalidade", aponta o presidente da Abih Nacional Manoel Linhares Por Manoel Linhares Esse ano comemoramos o...

Relacionadas

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat