Israel anuncia flexibilização das restrições de entrada de turistas

Com a diminuição de casos de infeção por coronavírus no país, o governo de Israel anunciou  uma flexibilização das restrições de entrada de turistas, deixando de exigir a realização de testes PCR na chegada de turistas no Aeroporto Ben Gurion.

EDIÇÃO DO DT com Agências


A partir do dia 10 de maio, a exigência foi relaxada e passou a ser de apresentação de um teste PCR realizado até no máximo 72 horas antes da chegada ou, opcionalmente, de um teste de antígeno profissional 24 horas antes da partida.

Um comunicado divulgado ontem pelo Ministério da Saúde  confirmou que Israel está diminuindo suas restrições finais ao Covid-19, removendo os testes de PCR à chegada

De acordo com as novas diretrizes acordadas pelo Ministério da Saúde e pela Autoridade de Aeroportos de Israel, os passageiros que desembarcarem no aeroporto Ben Gurion a partir de 20 de maio não precisarão mais realizar um teste de PCR.

Os anúncios vêm após o declínio contínuo nos dados de morbidade e no número de casos de Covid-19 e são os mais recentes desenvolvimentos de Israel para facilitar o processo de entrada desde o relaxamento dos requisitos de entrada de vacinação em fevereiro deste ano.

LEIA TAMBÉM:

Israel reabre fronteiras para o turismo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE

TENHA ACESSO À CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

+ 300 MATÉRIAS COM CONTEÚDO DIRECIONADO

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES EM 1ª MÃO

Tenha acesso ILIMITADO ao conteúdo EXCLUSIVO de turismo.

Conteúdo exclusivo

Recentes

Mais do DT

Atendimento Comercial