Imbróglio: Aeroporto de Natal, em São Gonçalo do Amarante, pode fechar

O novo aeroporto de Natal, em São Gonçalo do Amarante, foi construído pela iniciativa privada a partir de 2011, começou a operar em 2014 e é reconhecido como um grande incentivo para a indústria do turismo do Rio Grande do Norte, que emprega mais de 120 mil pessoas. Mas pode parar de operar.
EDIÇÃO DO DIÁRIO
Uma notificação extrajudicial tenta impedir o aeroporto de funcionar se o governo federal não resolver um velho problema: o terreno em que foi construído não pertence nem à União nem ao governo do Estado. Por isso, a notificação deixa claro que “conceder uso do que não lhe pertence é contra o princípio de moralidade pública e sem amparo legal”.
A empresa que assumiu o empreendimento, a Inframérica, desistiu do negócio e quer devolvê-lo ao governo federal e ainda pedir uma indenização por seus prejuízos. Ali foram feitos investimentos mais de R$ 700 milhões, mas não deu o retorno esperado – o número de passageiros foi muito abaixo do estimado. Diante disso, o governo já se decidiu pela relicitação para entregá-lo a novo operador.
Essa história é real e demonstra a dificuldade do governo federal com seu programa de privatizações. Porém, tudo nela se torna irreal quando se descobre que todas essas transações se assentam numa ilegalidade. As desapropriações não foram concluídas e se arrastam na Justiça há mais de vinte anos. Pelo menos ¾ de inúmeros proprietários nada receberam até hoje e, portanto, continuam de posse daquelas terras.
O advogado de alguns dos proprietários, Diógenes Cunha Lima, ainda espera que o governo federal pague a dívida e conclua a desapropriação, aportando recursos ao governo do RN: “Há espaço para negociação, uma solução amigável”. Foram 27 recursos, mas a União recorreu de todos. Pelos cálculos do advogado, 4% do valor investido em São Gonçalo do Amarante resolveriam todos os problemas.
Avatar
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


Mais recentes

94ª Festa da Achiropita segue até 29 de agosto em São Paulo

A Festa de Nossa Senhora Achiropita está confirmada, mas em uma versão virtual; o público pode desfrutar as delícias da culinária italiana, como fogazzas,...

CEO da Delta Airlines se posiciona a favor da justiça racial e da diversidade

Em um memorando para os funcionários da Delta Airlines, o CEO Ed Bastian compartilhou as medidas que a empresas aérea está tomando para se...

UNEDESTINOS e EMBRATUR em reunião online discutem retomada do Turismo

Entidade promoveu encontro para destacar promoção do Brasil no exterior A UNEDESTINOS, União Nacional de Convention & Visitors Bureaus (CVBs) e Entidades de Destinos, e...

Accor lança hotsite ALLSAFE que responde dúvidas de clientes e hóspedes

A Accor acaba de lançar o hotsite ALLSAFE (https://allsafelatam.com.br/pt) com o objetivo de fornecer para seus clientes todas as informações sobre higienização e segurança,...

Estudo aponta baixa adesão ao ‘Selo Turismo Responsável’, 60 dias após lançado

Um estudo produzido pelo Profo Msc. Thyago Velozo de Albuquerque, do Departamento de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) - pesquisador...

Alemanha tem mais de 200 rotas diferentes para fazer de bike

Com mais de 70 mil km de ciclovias e trilhas, Alemanha é considerada uma das melhores opções do mundo para os ciclistas; nível das...

Relacionadas

6 COMENTÁRIOS

  1. O maior erro dos nossos Governadores do RN, foi construir o novo aeroporto de São Gonçalo, pois o aeroporto de Parnamirim tinha amplas condições de atender a demanda dos Turistas que aqui chegam, pra curtir as suas férias , viagens a serviço.

    • Tudo isto aconteceu para beneficiar a família Alves, tb. P de políticos que, como a maioria suga a nossa gente, em prol dos seus interesses. Que Deus faça justiça pelos menos favorecidos que sempre pagam pelos maus feitores.

  2. É da maior obviedade que levar o aeroporto para aquela distância só pode ter sido fruto de muita maracutaia, afinal o equipamento de Parnamirim vinha atendendo perfeitamente à demanda, sem causar os percalços que hoje temos com o aeroporto em São Gonçalo do Amarante. Está faltando, quem sabe, um bela investigação do Ministério Público e de outros órgãos para apurar a realidade do que aconteceu. Vamos dar nome aos bois e esclarecer à realidade. O povo merece e tem que receber as informes verdadeiras!

  3. Todos sabemos de quem é o terreno e qual foi a finalidade da construção desse aeroporto então que os responsáveis que paguem junto a justiça pelos seus erros

Comments are closed.

Fique ligado - Receba nossas notícias diárias

Open chat