Ronaldo Albertino, da Hotel Care, faz prognósticos do setor: “a regra vai ser fechar as contas no zero a zero”

Quando iremos retomar a normalidade da atividade econômica, em especial as atividades hoteleiras? 

por Paulo Atzingen*


Uma recente enquete do Bradesco BBI (Banco de Investimento da Organização Bradesco) aponta que a Bolsa vai se valorizar até o fim do ano, mas a recuperação da economia será bem gradual. Dos 100 representantes das principais gestoras de recursos do País (leia-se investidores), ouvidos entre os dias 30 de março e 1º de abril, 57% dos participantes da pesquisa acreditam que só haverá desaceleração significativa do contágio do coronavírus no mundo a partir do final de maio. Cerca de 30% disse que isso pode acontecer até o fim de abril.

O DIÁRIO ouviu o diretor da Hotel Care, Ronaldo Albertino  que fez um prognóstico do setor hoteleiro no curto, no médio e a longo prazo. Ronaldo é especialista em criação, desenvolvimento, implantação e operação de marcas hoteleiras. Sem respostas prontas, mas com muito senso analítico, Ronaldo diz que a hotelaria em geral – do econômico ao luxo – modificará sua maneira de se portar, em especial sua relação com o cliente: 

“Primeiro, a hotelaria se portará da forma totalmente diferente do que vinha se portando até agora. O que eu quero dizer é que nós vamos rever custos, nós vamos rever procedimentos, nós vamos rever tecnologia, tecnologias que estavam ainda embrionárias terão que chegar o mais rápido possível para o front, para a batalha e, acima de tudo, o relacionamento com o cliente vai mudar”, diz.

Segundo ele, o cliente vai procurar quem agrega valor em alguma ação específica que tenha um envolvimento específico e que não seja limitado ao business. “Agora é hora de acelerar! Colocar a equipe em treinamento e “ensaiar” para a entrada da nossa audiência. Não é à toa que a Disney chama a equipe de Cast members e os clientes de Guests”, compara.

Ronaldo afirma que é preciso gerenciar a continuidade dos negócios. Segundo ele, a crise tem três fases: a fase de encontrar respostas urgentes, a fase de recuperação, com foco nas áreas críticas a fase da sustentação, para planejar a volta à normalidade em um novo contexto de mercado.

Ensaios constantes

Para Ronaldo, parar ou diminuir as atividades não significa dormir: “As perspectivas  de curto-médio-prazo, ao meu ver são as seguintes; curto é parar, mas não dormir, médio prazo, esquentar as turbinas e rever todos os procedimentos para poder abrir as portas e ninguém sabe quanto tempo vai demorar, ninguém fala em quanto tempo, mas a minha opinião pessoal e da nossa equipe é que nós temos que fazer ensaios constantes, como se tivéssemos operando e tentar buscar a maior produtividade possível e o menor custo possível com a maior rentabilidade possível para compensar esses dias parados”, analisa.

“Ou seja, nós temos que correr atrás dos dias parados para poder acumular no ano o zero a zero. A perspectiva é chegar no final do ano no zero a zero como vitória, se for possível ganhar algum dinheiro é excepcionalidade, a regra vai ser fechar as contas no zero a zero.

Dados, análises, estudos

Para o consultor e administrador de empresas a resposta virá com o trabalho e dedicação, com planejamento profissional e transparência. “Sem dados, sem análises criteriosas, sem descortinar o que está por trás dos números, dificilmente teremos respostas coerentes e verdadeiras para o que vem pela frente”, prognostica.

Sem inércia

De acordo com ele, um novo patamar de energia deve ser empregado nestes momentos e, certamente, a inércia não é favorável a nada e nem a ninguém, é só perda de energia. “Minha avó dizia que “cabeça vazia é morada do diabo”, não discordo dela e acrescentaria que sem meta, não vou atingir nada, vou ficar na mesma. A não ser que você ache que estava bom antes, satisfeito com os resultados financeiros, sociais, familiares e pessoais, frutos do seu trabalho”, desafia.


Quem é Ronaldo Albertino?

Atuando há 38 anos em cargos de liderança em empresas nacionais e internacionais, entre as quais a Best Western, Bourbon, Caesar Park, Fundação Autolatina, Hilton, Hotelaria Brasil, IHG (Holiday Inn), Meliã, Meridien, Posadas, Westin entre outras.

Participou no desenvolvimento, implantação e pré-operação de mais de 30 projetos hoteleiros no Brasil e exterior.

Ex-Professor de graduação e pós no SENAC CEATEL, com cursos de especialização na ISAE/FGV.

Especialista em criação, desenvolvimento, implantação e operação de marcas hoteleiras, entre elas Caesar Business, Matiz Hotéis, Superhotel e Rio Hotel by Bourbon;

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redação
Redaçãohttps://www.diariodoturismo.com.br
Primeiro e-Diário de Turismo do Brasil

Assine nossa newsletter

E fique por dentro das notícias mais importantes do setor!


    Mais lidas

    Site do Editor

    Mais recentes

    Azul abre inscrições para o seu Programa de Estágio

    Azul seleciona jovens universitários até 19 de fevereiro.  EDIÇÃO DO DIÁRIO com agências A partir desta segunda (25), a Azul Linhas Aéreas abre inscrições para o seu...

    Monte Verde reabre para turistas nesta segunda-feira (25)

    A partir desta segunda-feira (25), os mais de 600 estabelecimentos de hospedagem do distrito de Monte Verde (MG) voltam a funcionar com 60% da...

    Associação de Hotéis e Restaurantes de Maresias protesta contra mudanças no Plano SP

    A Associação de Hotéis, Pousadas, Bares e Restaurantes de Maresias, principal polo turístico do município de São Sebastião e do litoral Norte de São...

    BNDES aprova financiamento a exportação de aviões da Embraer com seguro de crédito privado

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento com estrutura inovadora para exportação de aviões brasileiros produzidos pela Embraer para a companhia aérea...

    Museu do Futebol reúne especialistas para uma live, nesta segunda-feira (25), no Facebook e YouTube

    O Museu do Futebol recebe nesta segunda-feira (25), dia do aniversário de 467 anos de São Paulo, representantes dos principais times paulistas em uma...

    ‘Turismo de Vacina’ vai ser combatido na Flórida

    As autoridades de saúde da Flórida publicaram novas regras para exigir documentos de pessoas que serão vacinadas contra a covid-19. A medida foi tomada...

    Relacionadas

    Open chat